Buscar eventos por:

Compartilhe

Aula Magna de Jornalismo

Inscrições encerradas. Para mais informações envie um e-mail para [email protected] ou ligue para 3170-5910 / 3170-5911

Informações gerais

Teatro Cásper Líbero
Data

24 de fevereiro com João Paulo Charleaux; 25 de fevereiro com Adriana Carranca

Horários

Dia 24/02: 8h30 às 11h30; Dia 25/02: 19h30 às 22h30

Descrição

Nos dias 24 e 25 de fevereiro de 2016 a Faculdade Cásper Líbero promove sua tradicional Aula Magna do Curso de Jornalismo. Abrindo o ano letivo do curso os eventos trazem convidados de extensa bagagem no meio jornalístico para falar a todos os alunos, em especial aos novos casperianos, que terão seu primeiro contato com profissionais do mercado em que futuramente irão atuar.

João Paulo Charleaux
Coordenador de Comunicação da Conectas Direitos Humanos, Charleaux foi editor assistente da seção internacional do jornal O Estado de S. Paulo entre 2008 e 2011, além de ter trabalhado para o jornal Folha de S. Paulo em Santiago do Chile em 2011 e 2012. Entre 2001 e 2008, foi porta-voz do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) para Brasil, Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai.
Há 10 anos, Charleaux coordena os cursos de jornalismo em situações de conflito armado e outras situações de violência realizados em São Paulo pelo CICV, a Oboré e a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), em parceria com as principais escolas de jornalismo de São Paulo. Ele também coordenou duas versões do mesmo curso, para profissionais, em Buenos Aires e Santiago, em 2004 e 2007, respectivamente. Charleaux foi convidado pelas Nações Unidas e o Centro de Preparação para Missões de Paz do Exército Brasileiro no Rio de Janeiro para ministrar palestras no curso para jornalistas em áreas de conflito, em 2007 e 2008. Atualmente é Editor de Política, Economia e Internacional do Nexo Jornal.

Adriana Carranca
Jornalista, escreve principalmente sobre conflitos, tolerância religiosa e direitos humanos, com olhar especial sobre a condição das mulheres. É colunista dos jornais O Estado de S. Paulo e O Globo e repórter, além de colaborar com publicações internacionais. Suas reportagens foram publicadas por revistas como a americana Foreign Policy e a edição francesa da Slate, entre outras. Esteve na Síria e Iraque, para reportagem especial sobre a guerra e a crise dos refugiados. Antes disso, cobriu extensamente a guerra no Afeganistão e Paquistão, onde estava quando o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, foi morto em uma operação dos EUA. Mergulhou no universo de países muçulmanos como Irã, Egito e Indonésia e nos territórios palestinos para reportagens especiais. Acompanhou de perto alguns dos conflitos mais sangrentos da África, como as guerras na República Democrática do Congo, Sudão do Sul e Uganda.
Foi correspondente na ONU, em Nova York. Em 2012, passou temporada como pesquisadora convidada do Instituto Reuters para Estudos do Jornalismo, na Universidade de Oxford. Tem três livros-reportagens publicados: O Irã sob o chador (Ed. Globo), finalista do prêmio Jabuti; O Afeganistão depois do Talibã (Civilização Brasileira); e o infantil Malala, a menina que queria ir para a escola (Companhia das LetrinhasRecebeu o Prêmio Esso, menção honrosa com a série de reportagem “Guerras da África”; o Prêmio Líbero Badaró, na categoria reportagem internacional, com “Sudão do Sul: a guerra esquecida”; novamente o Prêmio Líbero Badaró, grande prêmio, com a série “Coletânea da guerra no Afeganistão” e sete edições do prêmio Estado de Jornalismo.

 

Público

Alunos do Curso de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero