III SEMANA DE COMUNICAÇÃO

Por: Laboratório de Relações Públicas da Faculdade Cásper Líbero, elaborado pelo monitor João Giacon, com a colaboração dos alunos Beatriz Areas, Bernardo Melo, Giulia Conigliaro, Lygia Pagliato, Mariana Guarnieri e Yasmin Fernandes, sob a supervisão da Profa. Me. Ethel Pereira.

Confira os destaques da área de Relações Públicas na Semana de Comunicação 2019

Entre os dias 26 e 30 de agosto, a Faculdade Cásper Líbero promoveu a III Semana de Comunicação, um evento recheado de palestras, oficinas, rodas de conversa e discussões sobre o tema “Comunicação, pluralidades e políticas. Confira abaixo um resumo da programação proposta pela Coordenadoria de Relações Públicas:

 

SEGUNDA-FEIRA (26/08)

Previdência além da reforma – RP em função estratégica no Governo do Estado do Maranhão

Paula Razera, atual Chefe de Gabinete do Instituto de Previdência do Governo do Estado do Maranhão, deu uma aula sobre previdência e a atuação de um profissional de RP no setor público. A palestrante contou toda a sua trajetória, desde o processo seletivo pela ONG Vetor Brasil, responsável por recrutar e preparar trainees para trabalhar em projetos públicos, até a sua ascensão como alumni, assumindo a função de Chefe de Gabinete do Instituto de Previdência do Governo de Flávio Dino.
Além disso, Razera apresentou alguns de seus projetos bem-sucedidos durante sua gestão e reiterou a importância da educação previdenciária para servidores, e da capacitação de analistas que trabalham com previdência, para que possam atribuir um benefício justo aos colaboradores em fase de aposentadoria.

 

Organizações plurais e suas políticas

A mesa “Organizações Plurais e suas Políticas” recebeu o palestrante Guido Sarti, Gerente de Convergência da Globosat, cuja palestra abordou temas como: o consumo de mídia e o conteúdo na era das multitelas, transformação na cadeia de produção e consumo. O palestrante comentou sobre a ressignificação da TV com o surgimento de plataformas como YouTube, Apple e Instagram, que, de acordo com ele, alteram a forma como o conteúdo é transmitido, sendo a Internet o coração dessa transformação.
Em seguida, Fabiana Cardoso, líder de Diversidade & Inclusão da IBM Brasil, tratou sobre a importância do ambiente de trabalho ser um reflexo da sociedade, de ter um time que seja a cara da maioria. Cardoso considera a IBM uma organização pioneira ao incluir a orientação sexual em seu compromisso de não segregação e de igualdade salarial entre os sexos.

 

TERÇA-FEIRA (27/08)

Comunicação, política e jogos

O Teatro Cásper Líbero recebeu a mesa “Comunicação, Política e Jogos”, que propôs a utilização do caráter lúdico dos jogos como uma ferramenta de educação e até de comunicação de temas tão maduros como cidadania, direito à democracia e espaço público.
O Prof. Me. Tiago Mota iniciou falando sobre a importância dos jogos e das brincadeiras para o desenvolvimento dos animais, incluindo o ser humano. Em uma perspectiva política, citou o autor de “Homo Ludens. O jogo como elemento da cultura”, Johan Huizinga, para discutir como o lúdico poderia ser utilizado na política e na economia como forma de repensar as “regras do jogo” e, assim, reinventá-las.
Em seguida, Júlia Fernandes de Carvalho e Thays Esaú expuseram o trabalho de educação política que a organização Fast Food da Política faz através da criação de jogos que discutem os direitos e deveres da cidadania, as contradições e funções dos políticos.
Por fim, Philippe Arthur, historiador, introduziu o movimento Passeando pelas Ruas, que realiza passeios guiados por pontos históricos da cidade de São Paulo recontando histórias pela perspectiva do povo, colocando o trabalhador como protagonista da construção e desenvolvimento da cidade. O palestrante também apresentou o jogo de tabuleiro, homônimo do movimento, desenvolvido com o intuito de apresentar as regiões da cidade de São Paulo através de personalidades, logradouros e pedaços da história do povo paulistano.
Após a palestra, aconteceu um passeio dos alunos com Philippe pela Avenida Paulista para conhecer um pouco sobre a real história de uma das mais importantes vias de São Paulo e seus arredores. O grupo caminhou do prédio da Faculdade Cásper Líbero até o Palacete Franco Melo, próximo à Consolação.

 

Brumadinho: o papel da crise na conscientização da causa animal

A palestra abordou o papel da tragédia de Brumadinho na conscientização da causa animal e foi ministrada por Rosângela Ribeiro, Gerente de Campanha em Desastres da World Animal Protection, organização global criada há mais de 50 anos e movida pela proteção animal. A palestrante fez uma breve descrição da conjuntura atual de desastres globais com enfoque na tragédia de Brumadinho, a fim de abordar a atuação da ONG nas tragédias e a importância da mídia na divulgação da causa.

 

Acessibilidade digital na comunicação pública

Keyla Santos, assessora de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, tratou da acessibilidade digital na comunicação pública, pautando sua palestra no site da Secretaria. A palestra foi dinâmica e contou com uma atividade de descrição de uma imagem para um cego, com o intuito de fazer “a informação deve chegar a todos”; e com alguns vídeos – um deles explicava como se portar diante de deficientes visuais em situações cotidianas.

 

QUARTA-FEIRA (28/08)

Mulheres empreendedoras, do emprego ao trabalho

Ana Manssour, fundadora do Verbo Mulher, tratou da atual situação das mulheres perante o mercado de trabalho. Com uma apresentação repleta de dados, a palestrante mostrou que as mulheres continuam, cada vez mais, sendo desvalorizadas no mercado de trabalho e ganhando menos, mesmo estudando e trabalhando mais que homens, e provando que fazem as empresas lucrarem.
Defendeu que, num futuro próximo, não haverá mais vagas de emprego, mas sim oportunidades de trabalho. Nesse novo ecossistema, o que vale é a experiência, a bagagem, o esforço, a inovação, a criatividade; e não títulos ou currículos super extensos.
Depois de sua fala, Manssour propôs uma interessante atividade de ressignificação e autoconhecimento, cujo objetivo era fazer o público refletir sobre seus propósitos e valores individuais, sobre qual o significado de sucesso e felicidade para cada um – a fim de traçar um plano para uma carreira satisfatória.

 

Relações Públicas transformadoras: por uma comunicação humanista em prol do engajamento

A Casperiana Isabela Ospital, Gerente de Projetos e Comunicação na Agence Universitaire de la Francophonie, promoveu a conversa que abordou temas como a atual situação da Amazônia e como os comunicadores podem movimentar a população brasileira, que é pouco engajada em temas como esse, com o intuito de reverter esse quadro – por meio da comunicação comunitária. Dessa forma, propôs que os alunos de comunicação pensassem em como as mensagens chegam até os públicos, de modo a analisar tanto os aspectos dos seres humanos, quanto os aspectos positivos e negativos que cada mensagem carrega consigo.

 

Pergunte ao CEO

A atividade foi dirigida aos alunos do terceiro ano de Relações Públicas para a disciplina de “Relações Públicas, Ética e Responsabilidade Corporativa”, ministrada pela Profa. Me. Agatha Paraventi, que também atuou como moderadora da atividade. A abertura do evento contou com falas de Douglas Flinto, Diretor-Presidente do Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios (IBEN), e de Roberto Alvarenga, CEO da Biotronik. Em seguida, os alunos puderam fazer uma rodada de perguntas aos palestrantes.

 

QUINTA-FEIRA (29/08)

Bastidores do poder: da crise das almôndegas ao impeachment do prefeito

Jorge Santiago Carvalho Sequeira, Gestor de Comunicação e Cerimonial na Câmara Municipal de Mauá, contou sobre a história e alguns processos governamentais da cidade, e também sobre o seu cargo. Em relação à Crise das Almôndegas, revelou toda a trajetória do conflito, que ocorreu durante as eleições de 2016, quando houve uma denúncia de superfaturamento na aquisição da merenda escolar de Mauá, que resultou no impeachment do prefeito.
O palestrante explicou os interesses políticos que estavam por trás dessa crise, além das ações tomadas para enfrentá-la, apontando para a importância de nos atentarmos aos interesses e acordos que estão por trás de uma manchete de jornal, da necessidade de Comitê de Crise para um conflito futuro, e de como o governo ainda se mostra frágil nessa comunicação.

 

Oficina de Metodologia Científica

A Profª. Draª. Valéria Castro foi responsável pela Oficina cuja proposta foi apresentar aos alunos a concepção e o modelo de um projeto de pesquisa de monografia, possível dissertação acadêmica para conclusão de graduação. O workshop foi bastante descritivo, e contou com a participação dos alunos ao final para discutirem seus temas entre si e ouvirem a opinião da professora, que também presta assistência na fase de pré-projeto de monografias de Relações Públicas.

 

Relações Públicas em contexto de disputas políticas

A mesa foi composta por três mulheres: Deysi Cioccari, jornalista e pós- doutoranda em Comunicação pela Faculdade Cásper Líbero; Tathiana Chicarino que é doutoranda e mestre em Ciências Sociais pela PUC-SP; e a jornalista Patrícia Gil, formada pela Universidade Federal do Paraná.
Deysi Cioccari apresentou seu trabalho de pós-doutorado sobre o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e falou sobre o clima pós-moderno. Já Tathiana Chicarino tratou da definição de política, da formação, do consenso, das ideologias e da competição no setor, do poder simbólico. Por fim, Patrícia Gil discorreu sobre a política russa e a história de Putin, transitando por temas como a diferença entre democracia gerenciada e democracia soberana.

 

SEXTA-FEIRA (30/08)

Tendências em criação de conteúdo

A mesa contou com a presença de Rafaela Lotto, Head de planejamento e sócia da YOUPIX, e Alexandra Avelar, Country Manager da Socialbakers. A base da discussão foi o contexto tecnológico atual e o papel das empresas como disseminadoras de informação em um universo de super produção de conteúdo, e como ganhar destaque nesse meio. Além disso, a mesa tratou das distintas características das principais redes sociais e o desenvolvimento e tendência delas na conjuntura atual.

 

Oficina Metodologia Canvas – Modelo de Comunicação

A atividade foi guiada pela Profa. Me. Tânia Teixeira e tratou de uma metodologia denominada Business Model Generation ou somente Canvas, criada em 2000 pelo suíço Alexander Osterwalder, com a participação de Yves Pigneur. O objetivo desta técnica é ajudar os profissionais a trabalharem melhor com o seu público, conectando propósito com resultado. A partir de uma única folha que oferece um panorama muito mais fácil e identificável sobre a situação que se deseja estudar.

 

Edelmam Trust Barometer 2019, um estudo sobre confiança e reputação

As atividades da III Semana de Comunicação se encerraram com a apresentação do “Edelman Trust Barometer 2019, um estudo sobre confiança e reputação”, pela Gerente Sênior de Contas da Edelman, Ana Paula Sartor. O foco da apresentação foi orientar a construção de um capital de confiança dentro de uma empresa – processo que deve começar de dentro para fora – engajando os funcionários, dando voz e criando oportunidades de ações conjuntas, sempre demonstrando comprometimento pessoal, dentro e fora da organização.

Isso porque, de acordo com os resultados do estudo, os empregados buscam, cada vez mais, se identificar com os valores da empresa, de modo que seus empregadores se juntem a eles na defesa de questões sociais e os empoderem. Fugindo daquilo que é “básico” e obrigatório, muitos afirmam, segundo pesquisas, que os CEOs devem liderar mudanças em temas diversos, ao invés de esperar que o governo as imponha.