Imagens exibicionistas no Facebook: espetáculo, narcisismo e simulacro

Autor: Fábio Del Nero Silva Barbosa
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 07/10/2015

Resumo

A imagem está inserida em um processo que abrange toda a nossa vida social, exercendo um papel de suma importância na transformação da linguagem do homem pós-moderno. O Facebook é o maior expoente de todos os utilitários sociais virtuais que surgiram na recente, porém revolucionária, história da internet, e um dos maiores difusores de imagens da contemporaneidade. Esse trabalho trará um olhar específico para a relação imagética entre os indivíduos contemporâneos, que se consolida com as redes sociais, entendendo que a produção de imagens é uma característica marcante da comunicação contemporânea, e que cada vez mais se solidifica através do estado permanente da necessidade em postar fotos no Facebook. A superexposição dos usuários da rede social de Mark Zuckerberg, vista aos olhos de todos – são 350 milhões de fotos postadas por dia – por meio das fotos pessoais, será analisada nessa dissertação de mestrado, através de reflexões originárias de obras que englobam as linhas de estudo da comunicação, como a Estética da Imagem e a Teoria Crítica da Comunicação, considerando principalmente o excesso de superfícies e imagens que assolam nosso dia a dia, a presença da indústria cultural na concepção das fotos postadas na rede, o papel das celebridades e da publicidade no imaginário das pessoas, e os conceitos de sociedade do espetáculo, cultura do narcisismo e simulacro. Ao final desse trabalho, pretendesse oferecer um entendimento maior das imagens que os usuários do Facebook estão produzindo e postando na rede, os elementos que compõe a construção das imagens exibicionistas que foram selecionadas para análise, as consequências para a psique humana em viver em uma sociedade cada vez mais tecnológica, em que a lógica do puro entretenimento e da indústria do prazer impõe as normas sociais.

Palavras-chaves: Facebook. Imagem exibicionista. Produtos midiáticos. Cultura do entretenimento. Sociedade do espetáculo.