Comunicação no ato criativo de esquizofrênicos: uma avaliação semiótica

Autor: Rodrigo Antunes Morais
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 15/04/2013

Resumo

Para uma interpretação da comunicação de esquizofrênicos na contemporaneidade, faz-se necessária, em primeiro lugar, uma exploração de sua proveniência histórica– a loucura – ,da catalogação do grupo das doenças mentais a que pertence e das diferentes visões que as ciências cognitivas têm sobre ela. Este trabalho procura desenvolver um pensamento que avalia tal distúrbio psíquico através dos conceitos de percepção, cognição, significação subjetiva, significação perceptual, imaginação criativa e ato criativo diante de pesquisas cognitivas do pensamento e da linguagem. Para isso, faz-se o uso de uma análise fenomenológica baseada no pensamento de C.S. Peirce, das obras de Jackson Pollock, Arthur Bispo do Rosário, Vaslav Nijinsky, Bruder Klaus e David Nebrada, que eleva ao conhecimento sobre o ato criativo de esquizofrênicos na sua relação com a comunicação.
Palavras – chave:Esquizofrenia, Percepção e Cognição, Pensamento e linguagem,Fenomenologia Peirceana, Comunicação.