A conotação dos dados estatísticos

Autora: Genilda Alves de Souza
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data:  25/05/2009

Resumo

Em todos os meios de comunicação encontramos mensagens com números em suas mais variadas formas: percentuais, índices, taxas, resultados de pesquisas, etc. As pesquisas de opinião (e também de mercado) são utilizadas pela mídia como complemento de uma notícia – balizando uma análise e/ou a opinião do veículo ou do jornalista, e na maioria das vezes, o resultado de uma pesquisa é a própria notícia. O número, que é considerado a mais objetiva das linguagens, quando transformado em mensagem – a notícia – passa a ser um simulacro de si mesmo e acaba induzindo ao receptor (o leitor), sem que ele perceba, muito mais do que apenas os resultados numéricos atestam ou explicam. Este estudo demonstra, através da análise das notícias da revista Veja e do jornal O Estado de S. Paulo, que as pesquisas de opinião e os números, quando transformados em notícia (a mensagem), são conotados (manipulados) pelo discurso jornalístico, com o objetivo de trazer mais credibilidade à notícia. Palavras-chave: 1. Comunicação. 2. Jornalismo. 3. Estatística. 4. Pesquisa de Opinião. 5. Mensagem. 6. Conotação