A crítica gastronômica paulistana como um produto midiático em transformação: um estudo comparativo de críticas publicadas na revista Veja São Paulo, no site Gastrolândia e na plataforma TripAdvisor

Autor: Eduardo Scott Franco de Camargo
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 11/04/2017

Resumo

Esta dissertação apresenta uma interpretação multidisciplinar sobre o jornalismo de ciência, ou jornalismo científico, que se apoia em teóricos da ciência da comunicação, dos estudos culturais e da filosofia das ciências. Apesar de a composição deste trabalho ser de material jornalístico, o texto traz comentários sobre as pesquisas científicas que originaram as notícias, procurando, assim, discutir como se constroem as representações do discurso científico nas sociedades ocidentalizadas. Com o caso específico do “gene do mal”, conclui-se como a busca por uma procedência genética na criminalidade influi nas representações e como isso é uma questão recorrente na ciência, que deve ser debatida pela sociedade, que legisla, julga e pune infratores. A metodologia busca reconstruir a origem e a noticiabilidade do “gene do mal”, ocorrência que dá sustento empírico a este trabalho e condições para refletir a respeito do jornalismo de ciência.

Palavras- chave: Gastronomia. Crítica gastronômica. Web 2.0. Jornalismo cultural. Convergência criativa.