Gestão e gerenciamento de crises na sociedade do risco

Autora: Patrícia Brito Teixeira
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 08/04/2011

Resumo

Esta dissertação tem como objetivo central demonstrar que os processos de gestão e gerenciamento de crise para diferentes atores institucionais devem ser diferenciados, levando em consideração seus objetivos, stakeholders e mensagens a serem transmitidas. O processo comunicativo que envolve riscos e crises no cenário organizacional gera a necessidade de cada caso ser analisado e construído individualmente para diferentes organizações. No desenvolvimento deste estudo foi fundamental buscar nas teorias da construção dos riscos e da sociedade do risco (pesquisando autores como Anthony Giddens, Ulrich Beck e Zygmunt Bauman), como a comunicação pode contribuir para a prevenção de riscos e crises, como uma crise é construída discursivamente na mídia e como a força da opinião pública influi na resolução de riscos e crises. A reflexão desenvolvida por este trabalho foi aprofundada com uma análise empírica no âmbito dos riscos alimentares, especificamente o caso da crise do leite, cuja repercussão ocorreu entre os meses de outubro e dezembro de 2007, envolvendo, sobretudo, os seguintes atores: as empresas Grupo Parmalat, Centenário,Calu; as cooperativas Coopervale e Casmil; a Anvisa e a Associação Leite Brasil. De modo a perceber como esses atores se posicionaram diante da opinião pública, analisamos o conteúdo de 38 reportagens da Folha de S.Paulo de modo a observar como esse veículo enquadrou a crise e como os atores acima mencionados mobilizaram argumentos e contra-argumentos no debate. Desse modo, foi possível apontar os erros cometidos por esses atores e sugerir o processo de gestão e gerenciamento de crise mais adequado para cada um, sob o olhar de um gestor. Apesar de as redes sociais ainda não estarem em evidência em 2007, foi pesquisado também como deveria ter sido o processo de gestão e gerenciamento de crise para as redes sociais, pois se trata de um assunto extremamente atual.
Palavras-chave: Comunicação Organizacional. Gestão e gerenciamento de crise. Sociedade do risco. Crise do leite na mídia. Opinião pública. Redes sociais.