O jornalismo francês na contemporaneidade – Uma análise dos jornais Le Télégramme e Le Monde Diplomatique

Autora: Cláudia Inaba Delalande
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 16/12/2008

Resumo

Este trabalho analisa os jornais franceses Le Monde Diplomatique e Le Télégramme, situando-os no contexto dos desafios da imprensa contemporânea da França. O estudo destes periódicos tornou-se o tema da pesquisa por apresentar como características: a abordagem de uma proposta de jornalismo crítico e com repercussão mundial e, como contraponto, frente à globalização, um jornalismo regionalizado. O objetivo é investigar até que ponto os dois veículos se diferenciam da imprensa francesa de dimensão nacional, às voltas com o fim das grandes tiragens, e que tem sofrido uma crise econômica, já que boa parte dos jornais teve sua maioria acionária adquirida por grandes empresários franceses. A pesquisa analisa como o jornal Le Monde Diplomatique tem aplicado seu posicionamento crítico e reflexivo-analítico no fazer jornalístico. O trabalho reflete sobre a proposta do periódico e sua estrutura jornalística diante da mídia impressa contemporânea, através dos temas abordados e o espaço que permite para suas repercussões. A pesquisa estuda o jornal Le Télégramme, da região da Bretanha, no oeste francês, sob uma ótica mais próxima de uma proposta de jornalismo regional tradicional, investiga suas reformulações recentes e a modernização deconteúdos redacionais. O trabalho analisa o perfil editorial do periódico, que publica informações bem pontuais e locais, com cobertura minuciosa de todo o território que abrange, sob uma linguagem prática e rápida (imediatista), acompanhando o que o próprio jornal define como cobertura jornalística ligada à “pulsação da região”.
Palavras-chave: Jornalismo contemporâneo, crise da imprensa francesa, globalização,
regionalismo.