O “Palhaço”, a indústria cultural e a sociedade contemporânea

Autora: Waleska Bottechia Mezher Pereira
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 01/09/2014

Resumo

O objeto de investigação dessa pesquisa é o filme “O Palhaço”, dirigido por Selton Mello. O foco do trabalho é a busca pela compreensão da presença, no filme, de elementos da sociedade contemporânea. Foram abordados três temas pertinentes a contemporaneidade: a possibilidade de rompimento do papel social pré-estabelecido, a desvalorização do individuo e sua identidade, e por fim a questão da substituição do papel de cidadão pelo de consumidor. Embora seja um produto da indústria cultural, o filme apresenta um discurso crítico ao sistema capitalista e a sua lógica comercial (produção e consumo) através do rompimento do papel social vivido pelo personagem principal 9o palhaço Benjamin), e pela sua luta para estabelecer uma identidade plena numa sociedade que desvaloriza o cidadão e estimula o consumidor, enfraquecendo a identidade do individuo através da insegurança, gerada pelo incentivo à aquisição de mercadorias num mundo em constante mutação. Entre os autores utilizados para a compreensão da sociedade contemporânea destacam-se Fredric Jameson, Christopher Lasch e W.F. Haug. Quanto à questão da indústria cultural e da produção cinematografica recorreu-se a Adorno & Horkheimer. Walter Benjamin, Renato Ortiz e Ismail Xavier. Tendo em vista qu o personagem central da produção cinematografica é um palhaço, houve a utilização do pensamento de Jung sobre os arquétipos. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica exploratória, com tipo de dados qualitativos por intermédio de fontes secundárias, como: livros que fundamentem o tema da pesquisa, artigos, teses e dissertações de autores que abordem o assunto e material eletrônico pertinente advindo de sites oficiais.
Palavras-chave: Produção cinematográfica. Produtos  Midiáticos. O Palhaço. Indústria Cultural. Contemporaneidade