O uso de redes sociais conectadas no processo de comunicação interna

Autor: Claudio Luiz de Carvalho
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 29/03/2012

Resumo

Essa dissertação refere-se ao processo de comunicação interna com o recurso de uma rede social corporativa conectada, tendo como objeto de estudo uma organização multinacional de grande porte com funcionários presentes em vários pontos, cuja dispersão geográfica e cultural deve ser ressaltada. Como resultado da pesquisa e com a ressalva de que ela se realizou de forma simultânea a uma série de mudanças e alterações no processo de comunicação interna dessa organização, apresenta-se em quais perspectivas é viável a implantação da rede conectada. Para isso, vimos como necessário recuperar o conhecimento sobre a origem das organizações e a questão de que elas passaram a valorizar e reconhecer que as pessoas têm papel fundamental em sua constituição e manutenção. Desta forma e como a comunicação interna envolve as pessoas, agentes da história da organização, partícipes de sua cultura organizacional e promotores da disseminação do conhecimento, recorremos e fundamentamos nossos estudos nas teorias de Margarida Kunsch, Marlene Marchiori, Stephen Deetz, David Bohm, Heloiza Matos, José Eugenio de Oliveira Menezes, entre outros, e, como já dito, na simultânea realização de trabalhos práticos realizados pela empresa. As pesquisas realizadas para o desenvolvimento da dissertação constataram a ideia convergente da importância de que a empresa venha a utilizar rede social corporativa conectada para intensificar e aprimorar o seu processo de comunicação interna. Por meio do capital socialpresente entre os funcionários, dos vínculos estabelecidos e de um processo democrático e deliberativo, a comunicação interna, assim realizada, contribuirá para que haja a integração, a participação e a valorização dos funcionários e, em consequência, para que haja mais colaboração na produção dos negócios desta organização.
Palavras-chave: Comunicação interna. Rede social. Capital social. Integração. Participação. Valorização. Processos midiáticos. Ecologia da Comunicação.