Processos de aprendizagem comunicacional em ambientes corporativos

Autora: Luara Spinola
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 25/09/2013

Resumo

A dissertação analisa os processos comunicacionais nos ambientes corporativos,
considerando -os especialmente como processos de aprendizagem. Parte da perspectiva de Thomas Bauer (2011), estudioso de Media Literacy , que considera a comunicação como uma prática social, um processo de diálogo, discurso e interação – tecnológico ou face a face-no qual estão diretamente envolvidos os protagonistas, as mensagens e as mídias, como fator chave para a compreensão da complexidade dos processos socioculturais. Desta forma, como quadro teórico de  referência recorre também aos estudos sobre as capilaridades da comunicação de Norval Baitello Junior, à chamada nova comunicação orquestral estudada por Yves  Winkin, e à perspectiva de que os cidadãos aprendem, também a comunicar, mediatizados pelo mundo, estudada por Paulo Freire. Para compreensão de um cenário real de relações complexas estuda, a partir de uma metodologia que privilegia a postura etnográfica, a incubadora CIETEC – Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia e duas micro e pequenas empresas incubadas. Redimensionando o papel dos envolvidos nos processos de comunicação, considera que ao cultivar vínculos comunicacionais os participantes dos ambientes corporativos também atuam como geradores de conhecimento. E por fim, revela indícios de que a participação na comunicação em perspectiva orquestral possivelmente torna a vida na organização um processo de aprendizado contínuo.
Palavras-chave:Processos Midiáticos.Media Literacy. Comunicação Organizacional.Ecologia da Comunicação.Aprendizagem. CIETEC.