Comunicado a respeito da Covid-19 – 3 de setembro

Por: Faculdade Cásper Líbero

Veja o comunicado da Faculdade Cásper Líbero de 3 de setembro

 

Caras alunas, caros alunos,

Em sintonia com as ações de flexibilização da quarentena na cidade de São Paulo, mas ainda preocupada com a situação de instabilidade gerada pela pandemia da covid-19, a Faculdade Cásper Líbero comunica a liberação – a partir de 14 de setembro – da retirada de equipamentos do Serviço de Audiovisual (SAV) e do uso dos estúdios de Rádio e TV e das ilhas de edição.

Tal ação procura atender à demanda identificada em parte do corpo discente pela utilização dos recursos tecnológicos e dos laboratórios especializados da Faculdade, seja para a realização de TCCs, seja para o atendimento prioritário das disciplinas práticas dos 4ºs anos, seja ainda para a execução de exercícios pedagógicos propostos por professores de disciplinas laboratoriais, no modelo de tutoria. Em todos os casos, a participação discente será absolutamente voluntária.

Para a retirada de equipamentos e o uso de estúdios e ilhas, será necessário agendar previamente a visita à Faculdade pelo e-mail: [email protected] e respeitar os protocolos sanitários estabelecidos, publicados abaixo.

Paralelamente ao uso dos equipamentos e à liberação de entrada nas dependências dos Estúdios e da Biblioteca, a manutenção do sistema de aulas telepresenciais via plataforma Teams constitui, por ora, a melhor opção de atuação da Cásper. Porque leva em consideração os dados ainda preocupantes da pandemia; atende às portarias publicadas pelo MEC (que permitem, inclusive, a extensão dos conteúdos de 2020 para o ano de 2021); respeita os professores cujas condições de saúde são impeditivas para o retorno; e mantém preservados os projetos pedagógicos dos cursos, impossibilitados de atender simultaneamente aos dois interesses em conflito que a sondagem feita pelos coordenadores identificou: os alunos que declararam ter condições de voltar às atividades presenciais e os que afirmaram o contrário.

Caso as condições sanitárias da cidade de São Paulo levem à suspensão das restrições ora em voga, será comunicada a adoção de novas medidas.

A Cásper espera contar com a compreensão de todos, confiante na ideia de que a cautela no aqui-agora certamente resultará em segurança no futuro.

Cordialmente,
Faculdade Cásper Líbero

 

Confira os protocolos sanitários para a retirada e o uso de equipamentos do Serviço de Audiovisual (SAV) em gravações externas e para o uso dos estúdios de Rádio e TV e das ilhas de edição:

PROTOCOLOS SANITÁRIOS PARA A RETIRADA E O USO DE EQUIPAMENTOS DO SERVIÇO DE AUDIOVISUAL (SAV) EM GRAVAÇÕES EXTERNAS

ACESSO AO PRÉDIO
• A entrada ocorrerá exclusivamente pelo térreo baixo.
• É obrigatório o uso de máscara para alunos que entrem nas dependências da Faculdade e da Fundação e permaneçam nelas.
• Tal obrigatoriedade se estende a eventuais convidados externos que desempenhem alguma atividade essencial nas gravações realizadas pelos discentes nos estúdios de rádio e TV.
• Não será permitida a entrada de pessoas não essenciais às gravações.
• Não será permitida ainda a entrada daqueles cuja temperatura corporal, medida pelos funcionários da recepção, ultrapassar 37º C.
• O aluno deverá informar imediatamente o coordenador de seu curso em caso de suspeita ou confirmação de contaminação pelo novo coronavírus dele mesmo ou de pessoa com quem tenha convivência próxima.

 

AGENDAMENTO
• O aluno somente poderá se dirigir ao SAV, caso tenha realizado o agendamento prévio pelo e-mail [email protected] com pelo menos 5 dias de antecedência.
• Caberá à Supervisão dos Estúdios de Rádio e TV informar à recepção diariamente os nomes dos alunos autorizados a se dirigir ao setor.

 

ITENS E PROCEDIMENTOS DE HIGIENIZAÇÃO E SEGURANÇA
• Haverá no setor os itens necessários para a correta higienização das mãos dos usuários e dos equipamentos.
• Haverá igualmente um cesto de lixo exclusivo para o descarte dos itens de higienização utilizados.
• Além de máscaras, os funcionários do SAV deverão usar também protetores faciais.
• À entrada do setor, será fixado um cartaz com os protocolos adotados.

 

RETIRADA DE EQUIPAMENTOS
• Somente será permitida a presença no SAV de dois alunos a cada atendimento.
• A distância mínima a ser mantida pelos alunos entre si e com os funcionários deverá ser de 2 metros.
• Todo e qualquer equipamento deverá ser higienizado pelo funcionário do SAV antes de ser entregue ao aluno e depois de ser recebido dele.
• Todos os envolvidos na troca de equipamentos deverão também higienizar as mãos com álcool em gel.
• Os procedimentos de higienização deverão sempre ser realizados à vista de todos.
• No ato da retirada dos equipamentos, os alunos deverão assinar um termo de anuência dos protocolos sanitários para o uso de equipamentos em gravações externas, descritos a seguir.

 

GRAVAÇÕES EXTERNAS
• Devem ser realizadas em horários de menor fluxo de pessoas, sejam em ambientes externos, seja em locais fechados.
• As equipes de trabalho não devem ultrapassar 12 pessoas no set.
• A distância mínima a ser mantida entre os usuários do set deverá ser de 2 metros.
• Alunos e convidados somente poderão retirar suas máscaras no exato momento em que a gravação for iniciada, colocando-as novamente assim que os trabalhos tenham sido finalizados.
• Todo e qualquer equipamento deverá ser higienizado pelo próprio aluno antes de ser passado para um colega.
• Todos os envolvidos na troca de equipamentos deverão também higienizar as mãos com álcool em gel.
• Os itens necessários para a correta higienização das mãos e dos equipamentos devem ser providenciados pelos próprios alunos.
• O uso de transmissores sem fio no envio de som para a câmera deverá ser priorizado a fim de se evitar a utilização de cabos de microfones.
• O uso de microfones direcionais em kit boom deverá ser priorizado a fim de se evitar a microfonação com contato físico.
• Caso a microfonação com lapela seja imprescindível, ela deverá ser realizada pelo próprio usuário, com a devida orientação técnica.
• Repórteres e entrevistadores não deverão compartilhar seus microfones com os entrevistados. A equipe de alunos deverá fornecer um microfone a cada um, devidamente higienizado com álcool isopropílico.
• É vedado o compartilhamento de objetos pessoais, incluindo celulares, tablets e fones de ouvido.
• O tempo máximo de cada diária não deverá ultrapassar 6 horas.
• A cada 3 horas, os trabalhos deverão ser interrompidos para a higienização dos equipamentos e das mãos de seus usuários.
• Os procedimentos de higienização deverão sempre ser realizados à vista de todos.
• As equipes deverão isolar a área das filmagens externas e criar uma canalização de no mínimo 2,5m de largura para pedestres, mesmo que seja necessário reservar uma via para o procedimento;
• As marcações de segurança devem sempre ser solicitadas previamente aos órgãos competentes.
• A produção deve garantir que não haja aglomeração de pessoas, tampouco a aproximação de transeuntes no local.
• No caso de filmagens em ambientes fechados, deverão ser respeitados os procedimentos estabelecidos pelo responsável pelo local.
• Durante as refeições da equipe, cada aluno ou membro do elenco deverá preparar individualmente seu próprio alimento, fazendo uso de embalagens devidamente higienizadas e de local reservado apenas para este fim.
• Pertences pessoais devem ser colocados em embalagens plásticas antes de serem guardados.
• As reuniões devem ser feitas apenas remotamente, de preferência via plataforma Teams, disponibilizada pela Faculdade.
• Os roteiros deverão se adaptar aos limites impostos pelos protocolos de segurança sanitária da Faculdade, ficando vedado o contato físico entre os membros do elenco.
• As entrevistas com candidatos e a seleção do elenco deverão ser feitas remotamente.
• O envio de roteiros e de materiais adicionais deverá ser feito eletronicamente.
• A maquiagem deverá ser feita pelo próprio usuário.
• As peças de vestuário devem ser de uso pessoal do elenco.
• Devem ser priorizados objetos de cenas já existentes nos locais de gravação, no caso de locações, ou disponíveis no acervo cenotécnico da Faculdade.
• Os protocolos das atividades mediadas pela SPFilm deverão ser obtidos no site ou no aplicativo da própria entidade.

Obs.: Tais procedimentos contemplam os projetos pedagógicos dos cursos e estão em consonância com as regras previstas no protocolo setorial aprovado nos termos do Decreto n. 59.473, de 29 de maio de 2020, pelo governo do estado de São Paulo.

PROTOCOLOS SANITÁRIOS PARA O USO DOS ESTÚDIOS DE RÁDIO E TV E DAS ILHAS DE EDIÇÃO

ACESSO AO PRÉDIO
• A entrada ocorrerá exclusivamente pelo térreo baixo.
• É obrigatório o uso de máscara para alunos que entrem nas dependências da Faculdade e da Fundação e permaneçam nelas.
• Tal obrigatoriedade se estende a eventuais convidados externos que desempenhem alguma atividade essencial nas gravações de TCCs realizadas pelos discentes nos estúdios de rádio e TV.
• Não será permitida a entrada de pessoas não essenciais às gravações.
• Não será permitida a entrada daqueles cuja temperatura corporal, medida pelos funcionários da recepção, ultrapassar 37º C.
• O aluno deverá informar imediatamente o coordenador de seu curso em caso de suspeita ou confirmação de contaminação pelo novo coronavírus dele mesmo ou de pessoa com quem tenha convivência próxima.

 

AGENDAMENTO
• O aluno somente poderá entrar nos estúdios, caso tenha realizado o agendamento prévio pelo e-mail [email protected] com pelo menos 5 dias de antecedência.
• Caberá à Supervisão dos Estúdios de Rádio e TV informar à recepção diariamente os nomes dos alunos autorizados a se dirigir ao setor.

 

ITENS E PROCEDIMENTOS DE HIGIENIZAÇÃO E SEGURANÇA
• Haverá em cada ambiente os itens necessários para a correta higienização das mãos dos usuário, dos equipamentos e de mesas e cadeiras.
• Haverá igualmente um cesto de lixo exclusivo para o descarte dos itens de higienização utilizados.
• Além de máscaras, os membros do corpo técnico-administrativo e os docentes deverão usar também protetores faciais. Em todos os ambientes, serão fixados cartazes com os protocolos adotados.

 

DURANTE AS GRAVAÇÕES E NAS ILHAS DE EDIÇÃO
• A distância mínima a ser mantida entre os usuários dos estúdios deverá ser de 2 metros.
• A lotação máxima dos estúdios de TV será de 12 pessoas e dos estúdios de rádio de 5 pessoas.
• Alunos e convidados somente poderão retirar suas máscaras no exato momento em que a gravação for iniciada, colocando-as novamente assim que os trabalhos tenham sido finalizados.
• Toda seleção de elenco deverá ser realizada remotamente, através de plataformas de vídeo conferência.
• Todo e qualquer equipamento deverá ser higienizado pelo próprio aluno antes de ser passado para um colega.
• Todos os envolvidos na troca de equipamentos deverão também higienizar as mãos com álcool em gel.
• Antes e depois de ocupar uma posição na técnica no estúdio ou ocupar uma olha de edição, o aluno deverá higienizar mesas, cadeiras e equipamentos.
• O uso de transmissores sem fio no envio de som para a câmera deverá ser priorizado a fim de se evitar a utilização de cabos de microfones.
• O uso de microfones direcionais em kit boom deverá ser priorizado a fim de se evitar a microfonação com contato físico.
• Caso a microfonação com lapela seja imprescindível, ela deverá ser realizada pelo próprio usuário, com a devida orientação técnica.
• É vedado o compartilhamento de objetos pessoais, incluindo celulares, tablets e fones de ouvido.
• A cada três horas, os trabalhos deverão ser interrompidos para a higienização dos equipamentos e das mãos de seus usuários.
• Os procedimentos de higienização deverão sempre ser realizados à vista de todos.
• Eventuais cenários usados nas gravações deverão ser montados em horários diferentes do da pintura das tapadeiras, para evitar aglomeração.

Obs.: Tais procedimentos contemplam os projetos pedagógicos dos cursos e estão em consonância com as regras previstas no protocolo setorial aprovado nos termos do Decreto n. 59.473, de 29 de maio de 2020, pelo governo do estado de São Paulo.