O que são “Estudos Culturais”?

Por: Ana Luiza Fleck Saibro

GP Estudos Culturais na Comunicação Contemporânea se prepara para lançar e-book gratuito

O Grupo de Pesquisa Estudos Culturais na Comunicação Contemporânea (ECCC) é liderado por Ana Luiza Coiro Moraes, professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade Cásper Líbero, e tem como co-líder a Professora Else Lemos, do curso de Relações Públicas. Como produto dos debates, o GP lançará em dezembro um e-book também denominado Estudos Culturais na Comunicação Contemporânea, organizado pelos professores Ana Luiza Coiro Moraes e Fabio de Paula Assis Junior, da Faculdade Cásper Líbero; e Flavi Ferreira Lisbôa Filho, da Universidade Federal de Santa Maria.

Ao ler o nome deste Grupo de Pesquisa, você deve ter se perguntado o que é, afinal, “Estudos Culturais”. Você se arriscaria a definir este campo de estudos? Ou fica em dúvida se sua pesquisa se encaixaria entre os temas discutidos neste grupo?

A pergunta destacada acima dá título ao trabalho de Richard Johnson, um dos expoentes desta linha teórica. Como nomear os Estudos Culturais? Uma área, disciplina, escola…?

Na verdade, não se pode dizer que Estudos Culturais sejam uma disciplina, mas sim um campo de estudos onde diferentes disciplinas interagem para compreender fenômenos de uma forma transdisciplinar, o que antes não se mostrava possível por causa das fronteiras impostas pelas disciplinas tradicionais da ciência. Trata-se de um projeto que não quer ser reconhecido como “uma grande narrativa, ou um meta-discurso de qualquer espécie”, como pontuava Stuart Hall, um dos mais importantes formuladores desta perspectiva teórico-metodológica.

Ou seja, resulta da convergência de interesses de pensadores dos mais diversos espaços e formações acadêmicas, que em sua origem partilhavam uma série de preocupações comuns, tendo a cultura como centro. Raymond Williams, Richard Hoggart e Edward Palmer Thompson, os chamados “pais fundadores” dos Estudos Culturais, sedimentaram um referencial teórico que levou à compreensão da cultura como a esfera do sentido que unifica os setores da produção e das relações sociais e pessoais.

Os Estudos Culturais trazem como objetos de pesquisa as práticas culturais do cotidiano, como assistir à televisão, a um filme ou ouvir música, e inclui entre seus interesses estudos de gênero, raça, juventude e culturas urbanas. E o projeto do nosso GP, que reúne no mesmo espaço de debate egressos do mestrado, mestrandos e alunos da graduação da Cásper Líbero, se desenvolve exatamente na busca pela aplicação de protocolos metodológicos e categorias analíticas em pesquisas de comunicação que tenham como objeto práticas cotidianas e experiências contemporâneas.

Nesta linha, foram e/ou estão sendo desenvolvidos no grupo trabalhos que utilizam conceitos como identidade cultural, representação, recepção e consumo, circuito da cultura, estrutura de sentimento, crítica diagnóstica e que utilizam, portanto, a análise cultural como método de pesquisa.

Se você considera que a sua pesquisa pode se enriquecer do aporte desta linha teórica, venha participar dos encontros: as reuniões acontecem quinzenalmente, às terças-feiras, 19h.

Tem outras dúvidas? Envie um e-mail para [email protected]
Está aberto o processo seletivo para o Mestrado 2020!
Clique aqui e inscreva-se.