Perfil José Eugenio de Oliveira Menezes

Por: Alana Claro, do 2° ano de Jornalismo

Orquestra de comunicação

prof. josé eugenio

Orquestra de comunicação

Professor da Cásper Líbero desde 1995, José Eugenio de Oliveira Menezes é vice-coordenador e docente da pós-graduação.

Por Alana Claro, do 2° ano de Jornalismo

Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (2004), mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1995), graduado em Jornalismo pela Universidade Metodista de Piracicaba (1990) e em Filosofia pela Unisal – Centro Universitário Salesiano, José Eugenio de Oliveira Menezes é também vice-coordenador da pós-graduação da Faculdade Cásper Líbero, onde ministra a disciplina de Temas e Problemas Atuais em Comunicação.

Natural de Piraju, no interior de São Paulo, José Eugenio iniciou sua vida acadêmica num curso de Filosofia, tendo ingressado no campo da Comunicação com 26 anos, quando estudou Jornalismo na Universidade Metodista de Piracicaba. Todavia, as graduações, embora diferentes, se somaram e o ajudaram a conectar seus estudos com o cotidiano e a comunicação.

Exercitando o oficio de jornalista, trabalhou na Agen (Agência Ecumênica de Notícias) e na revista Sem Fronteiras, com enfoque para temas de movimentos sociais e organizações de direitos humanos. Depois atuou na APIC-KIPA (uma agência de notícias suíça), cobrindo a ECO-92 e o processo de redemocratização pelo qual atravessava então o país.

Em meados de 1990, diante de um conturbado cenário político, o docente retomou os estudos e começou o Mestrado em Comunicação e Semiótica na PUC-SP. Orientado por Norval Baitello Júnior, José Eugênio estudou as ONGs e seus sistemas de simbologia política. Coincidentemente, foi convidado para dar aulas em faculdades, a principio nos cursos de Filosofia e, em seguida, nos de Jornalismo.

O doutorado em Ciências da Comunicação pela USP veio apenas em 2004, orientado novamente por Baitello Júnior, mas com novo viés: a temporalidade do rádio e seus vínculos. O trabalho gerou o livro Rádio e Cidade: Vínculos Sonoros, publicado pela Editora Annablume em 2007, abordando as conexões entre o rádio, os sons, a cidade e a sociedade. Em sua obra, Eugenio discute as visões de Walter Benjamin e Bertolt Brecht sobre o rádio, mostrando ainda como o radiojornalismo é uma vertente poderosa da comunicação e como o homem escuta com seu corpo inteiro. Além disso, o docente é autor de capítulos e organizador dos livros Processos e produtos midiáticos, com Luís Mauro de Sá Martino, e Comunicação e cultura do ouvir, com Marcelo Cardoso – ambos publicados em 2010 pela Editora Plêiade.

A disciplina que o professor ministra na especialização, Temas e Problemas Atuais em Comunicação, visa debater questões como as raízes da cultura, o papel do corpo na comunicação interpessoal, midiática e digital, os símbolos e os rituais nas organizações, a “gameficação” e outros temas em discussão na atualidade. A disciplina, obrigatória para todos os cursos da pós-graduação, ainda contempla a orientação na elaboração de projetos com o objetivo de apoiar os alunos na produção dos Trabalhos de Conclusão do Curso de Pós-Graduação.

Seu projeto de pesquisa em andamento chama-se ”Ecologia da Comunicação” e tem como base investigar a comunicação como experiência de vinculação nos ambientes comunicacionais presenciais ou mediados por equipamentos. Em outras palavras, como as experiências comunicativas se espalham pelas porosidades dos corpos, objetos e ambientes.

Atualmente, José Eugenio dedica-se à docência e às pesquisas acadêmicas ao redor de temas como cultura do ouvir e ecologia da comunicação. Para ele, “a docência é um respiro; cada vez mais aprendo do que ensino”. Também leciona a disciplina Teoria da Comunicação para os primeiranistas da graduação em Jornalismo.