Normas para colaboradores

Revista Líbero

1. Os editores da revista Líbero aceitam trabalhos inéditos, de autoria individual ou coletiva, assinados, preferencialmente, por professores dos Programas de Pós-graduação em Comunicação do Brasil ou por professores e pesquisadores doutores estrangeiros da área de Comunicação, sempre que aderentes à área de concentração do Programa de Pós-graduação em Comunicação (PPGCom) da Faculdade Cásper Líbero, “Comunicação na Contemporaneidade”, e ás suas linhas de pesquisa: “Processos midiáticos: tecnologia e mercado” e “Produtos midiáticos: jornalismo e entretenimento” A assinatura de pelo menos um professor doutor é indispensável. Não se aceitam trabalhos de coautores que não tenham pelo menos o título de mestre.

2. Os textos, sob a forma de artigos ou resenhas, serão submetidos inicialmente à aprovação da Comissão Editorial para verificação de sua aderência à área de concentração, a natureza de sua autoria e adequação às normas aqui estabelecidas. Os artigos passarão em seguida pela avaliação de dois pareceristas externos ao PPGCom. Havendo necessidade, um terceiro parecerista externo será acionado. No caso de aprovação com ressalvas, o texto será encaminhado ao autor para as devidas correções.

3. Os textos devem ser enviados por e-mail ([email protected]), como arquivo anexo, digitados em Word para Windows, fonte Times New Roman, corpo 12, sem recuo na primeira linha, espaçamento 1,5, sem justificação à direita. Caso o trabalho seja acompanhado de imagens, estas devem ser gravadas nos formatos JPEG, GIF ou PNG, com resolução mínima de 300 dpi.

4. A extensão do artigo deve ser de 20.000 a 35.000 caracteres, com espaços. Deve ser enviado com título e (eventualmente) subtítulo, nome completo de cada autor, titulação máxima e instituição onde a obteve, PPGCom/instituição onde atua e e-mail.

5. O artigo em língua portuguesa deve ter na abertura um resumo em português, inglês e espanhol, em corpo 10 e espaçamento simples, pelo menos quatro palavras-chave, nos três idiomas, somando no máximo 650 caracteres, com espaços. O título deve também ser traduzido em inglês e espanhol. Artigos em espanhol não serão traduzidos.

6. As resenhas de livros, de até 6.500 caracteres, nem mais nem menos, com espaços, deverão possuir um título próprio, diferente do título da obra resenhada. Este deverá ser digitado após o título da resenha, com as referências completas (cidade, editora, ano de edição e número de páginas). Aceitam-se resenhas produzidas por mestrandos em Comunicação. O nome completo do(a) resenhista deve vir acompanhado de sua titulação e do PPGCom do qual faz parte e/ou da instituição onde atua, além do e-mail.

7. As citações diretas inferiores a 3 linhas devem ser digitadas entre aspas duplas, sem itálico ou negrito, no corpo do próprio texto. Em caso ordinário, ao final da citação, devem ser indicados entre parênteses o sobrenome do autor, com maiúscula apenas inicial, ano e página da publicação, no seguinte formato: (Martino, 2013, p. 45).
Acima de 3 linhas, as citações devem ser deslocadas do parágrafo (recuo de 1,25cm) e digitadas em espaço simples, corpo 11 e sem aspas. No final da citação devem ser indicados entre parênteses o sobrenome do autor, data e número de página, como no caso anterior. O ponto final deve vir depois dos parênteses, nunca antes. Exemplo: (Buitoni, 2011, p. 59-60). As obras citadas deverão aparecer nas referências ao final do texto.

8. Quando um autor aparecer em citações com duas obras diferentes, ambas editadas no mesmo ano, deve ser feita a diferenciação utilizando-se letras acrescentadas ao ano de publicação. Exemplo: 2014a e 2014b.

9. As notas de rodapé, digitadas no final de cada página em corpo 10, deverão conter apenas comentários necessários ao desenvolvimento de conceitos dos textos, informações adicionais ou explicações.

10. Textos aprovados para publicação que não estejam rigorosamente de acordo com os padrões aqui definidos
serão devolvidos aos seus autores para a necessária adequação às normas. O mesmo deve ser dito em relação
a textos que demandem uma revisão gramatical mais cuidadosa.

11. As referências (e não bibliografia) deverão ser reunidas e colocadas no final do artigo, em ordem alfabética e
corpo 11, de acordo com as seguintes normas:

a) – Livros
CAZELOTO, E. Inclusão digital: uma visão crítica. São
Paulo: Senac, 2008.
COELHO, C. N. P.; KÜNSCH, D. A.; MENEZES, J. E. O.
(Orgs.). Estudos de comunicação contemporânea: perspectivas
e trajetórias. São Paulo: Plêiade, 2012.
b) – Capítulos de livros
COELHO, C. N. P. Em torno do conceito de sociedade do
espetáculo. In: COELHO, C. N. P.; CASTRO, V. J. (Orgs.).
Comunicação e sociedade do espetáculo. São Paulo: Paulus,
2006, p. 13-30.
MENEZES, J. E. O. Ritmos do rádio e ritmos da cidade.
MENEZES, J. E. O. Rádio e cidade: vínculos sonoros. São
Paulo: Annablume, 2007, p. 59-80.
c) – Artigos de periódicos
KÜNSCH, D. A. Aquém, em e além do conceito: comunicação,
epistemologia e compreensão. Revista Famecos, v. 1,
n. 39, p. 63-69, ago. 2009.
d) – Textos da internet
PERSICHETTI, S. Fotografia entre a tecnologia e a reflexão.
O Estado de S. Paulo. Disponível em: <http://www.estadao.
com.br/noticias/impresso,fotografia-entre-a–tecnologia–
-e-a-reflexao-,1062224,0.htm>. Acesso em: 18 nov. 2013.
e) – Trabalhos apresentados em eventos
CHIACHIRI, R.; CASAQUI, V. Estética e sedução do marketing:
uma análise do filme “A fantástica fábrica de chocolate”.
In: INTERCOM – Congresso Brasileiro de Ciências
da Comunicação, 30, 2007, Santos. Anais do XXX Congresso
Brasileiro de Ciências da Comunicação: mercado e comunicação
na sociedade digital. São Paulo: Intercom, 2007.

12. Os textos enviados são de responsabilidade integral dos autores, sendo os direitos de publicação, inclusive no que diz respeito a eventuais imagens, cedidos à revista. Os trabalhos publicados, inéditos, serão considerados
colaborações não remuneradas, uma vez que a revista tem caráter de divulgação científica, não comercial.

13. A revista Líbero se reserva o direito de introduzir modificações necessárias quanto à correção gramatical,
diagramação dos originais e adaptações ao projeto visual da publicação.