Curiosidades sobre os professores e professoras do Mestrado

O quanto você conhece os professores do Programa de Mestrado da Cásper?

Acesse o Instagram da Cásper (@casperlibero) e faça o quiz sobre eles! Confira mais curiosidades sobre nossos docentes a seguir:

R: Marli dos Santos

Olga Benário, Elza Soares, Elis Regina, Indira Gandhi, Leila Diniz, Malala, Truman Capote, Pablo Neruda, Chê Guevara e Chico Buarque são os cães de Marli. E os gatos? Tom Jobim, Pagu, Frida, Rita Lee, Baby Consuelo, Wendy e Pim Pim.

R: Cláudio Coelho

Coberturas jornalísticas da indústria do entretenimento e de campanhas eleitorais, as principais características do exercício do poder e da produção de ideologia, relações entre a produção artística, espaços urbanos e sociedade do espetáculo são alguns dos muitos temas que podem ser tratados com Cláudio Coelho. Com Guy Debord e a Escola de Frankfurt como principais referenciais, o pesquisador discute comunicação, cultura, poder e sociedade do espetáculo.

R: Simonetta Persichetti

Simonetta coleciona prêmios – em 1999 ganhou o primeiro: um Jabuti de melhor reportagem. Em 2009, foi escolhida como melhor jornalista de fotografia pelo FOTOSITE e em 2018 ganhou prêmio pela orientação do TCC da casperiana Laura Uliana.

R: Marli dos Santos

O livro Mulheres no jornalismo: práticas profissionais e lutas para emancipação social é resultado da união da Cásper com a UFG, pelas professoras Marli dos Santos e Ana Temer e está disponível na página do Mestrado. A professora coordena o grupo de pesquisa “Jornalismo Contemporâneo: novas práticas para emancipação social na cultura tecnológica” e desenvolve pesquisas relacionadas à prática jornalística.

R: Medicina Ayurvédica

Além da Comunicação, Marcelo estuda medicina ayurvédica. O conhecimento desenvolvido na Índia é um dos mais antigos sistemas de saúde que se tem notícia. O Professor optou por buscar um medicina que deixando de lado os conceitos ocidentais de doença e cura, com o uso isolado de remédios, para estudar a ayurveda, em sua proposta de harmonia entre corpo, mente e alma.

R: José Eugenio

Eugenio estuda a comunicação como sistema de vinculação social que permite a organização da cultura como microssistema comunicativo. Privilegia a cultura do ouvir para compreensão da comunicação a partir do corpo e de seus sentidos e também se volta para as mudanças na percepção do tempo e do espaço nos ambientes marcados pela “cultura digital”. Investiga a ecologia da comunicação, as raízes lúdicas da cultura, a construção coletiva do conhecimento, o exercício da cidadania na cultura digital, bem como as tensões entre mercado e políticas públicas de comunicação locais / globais.

R: Luís Mauro

Além de Professor da Graduação e Mestrado da Cásper Líbero e influencer no Facebook, Luís Mauro leciona música na Faculdade Cantareira e é um ótimo pianista.

R: Marcelo Santos

Marcelo é coordenador do grupo de pesquisa AlgortimCom, que investiga os processos algoritmos. Mas a pesquisa está looonge das preocupações matemáticas. O grupo se concentra nos valores humanos/sociais, olhando para a visualização e invisibilização de informações e se atentando às assimetrias de poder no processo.

R: Ana Coiro

Já graduada em Letras, Ana Coiro entrou na UFRGS para estudar artes cênicas em 1984, trancou o curso e ingressou em um Mestrado na área (ECA-USP). Não chegou a finalizá-los, mas a arte deu base às suas pesquisas (em Letras e Comunicação) e continua presente no seu dia-a-dia.

R: Ana Coiro

Ana Coiro é responsável pelo projeto de pesquisa Estudos Culturais Aplicados a Pesquisas em Memória Social: o circuito da cultura como instrumental. No Mestrado, ela leciona as disciplinas Identidades culturais e representações midiáticas e História cultural das práticas midiáticas.

R: Rock

Yes, Black Sabbath e Transatlantic são algumas das bandas preferidas de Cláudio. Os shows de rock (do mais leve ao progressivo) e os jogos de futebol em estádio são frequentes na rotina do pesquisador.

R: Luís Mauro

Além de pesquisar mídia e religião, processo de produção de notícias, entretenimento e política, Luís Mauro tem como focos de pesquisa as teorias da comunicação. No Mestrado da Cásper ele dá aulas sobre o assunto e orienta trabalhos relacionados.

R: Carlos Costa

Carlos Costa tem um looongo currículo. Auxiliou na criação da revista Playboy, da qual tornou-se diretor de redação; exerceu o mesmo cargo na Quatro Rodas e foi diretor geral do Editorial Primavera, do grupo Abril em Buenos Aires. Um dos últimos trabalhos no mercado jornalístico foi na Revista Elle. Depois, Carlos se dedicou a vida acadêmica.

R: Futuro do trabalho

Carlos está desenvolvendo uma pesquisa sobre o futuro do trabalho na Comunicação a partir do impacto das novas tecnologias. Ele leciona as disciplinas Comunicação e tecnologia no mundo do trabalho e Comunicação, poder e mudança social  no Mestrado e, em breve, estará com um grupo de pesquisa para discutir o assunto.

R: Simonetta Persichetti

A pesquisa de Simonetta Persichetti tem ênfase no Fotojornalismo e Boris Kossoy é constante referência em seus trabalhos. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Comunicação, Cultura e Visualidades – voltado para o entendimento do potencial informativo e comunicacional da imagem -, ela leciona as disciplinas Estudos da Imagem e Cultura da Mídia e entretenimento no Mestrado e Fotojornalismo na Graduação.