Um jornal de narrativas: O Jornal da Tarde das grandes reportagens

Autor: José Antonio Costeira Leite
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 02/05/2016

Resumo

Este trabalho estuda as narrativas em grandes-reportagens realizadas entre as décadas de 1960 e 1980 pelo Jornal da Tarde (JT), de São Paulo, protagonista de papel relevante na história da imprensa brasileira por meio de uma apuração e edição complexa, compreensiva, criativa e ao mesmo tempo carregada de humanidade sobre a multiplicidade de vozes e visões que abrangem a vida e o mundo. O objetivo principal é compreender os modos de produção da narrativa feita pelos repórteres do JT. Para tanto, o autor pesquisou, elegeu e se debruçou sobre reportagens publicadas pelo jornal. A tarefa de realizar um estudo em profundidade dessas matérias se deixa iluminar por referenciais teóricos de pesquisadores/jornalistas brasileiros, como Cremilda Medina, Dimas Künsch, Edvaldo Pereira Lima e Oswaldo Coimbra, que se dedicaram, entre outros temas, ao estudo das narrativas e da produção da reportagem jornalística. Esta dissertação cuida também de apresentar uma contextualização histórica do JT, sem a qual não se pode compreender como o veículo se transformou em sinônimo de jornalismo de excelência. O trabalho visa igualmente a abrir diálogo e apontar as narrativas do JT como exemplares, sob diversos sentidos, para que o jornalismo na era digital não se burocratize, empobreça e perca sua função de combinar informação, arte, emoção, técnica e ética na busca pela compreensão dos fatos e situações que cercam e orientam a vida do homem contemporâneo. Esta dissertação insere-se na linha de pesquisa “Produtos Midiáticos: Jornalismo e Entretenimento” do Mestrado em Comunicação da Faculdade Cásper Líbero.

Palavras-chave: Jornalismo. Comunicação. Jornal da Tarde. Narrativa Jornalística. Reportagem.