Por Felipe dos Santos Araujo, da assessoria de imprensa da Fundação Cásper Líbero

selos comemorativos para os 75 anos da Cásper Líbero

Para comemorar os 75 anos da Cásper Líbero, a equipe de comunicação visual da Faculdade produziu selos comemorativos que representam as datas de inauguração dos quatro cursos da instituição.

A linguagem estética técnica mostrando os “bastidores” da comunicação, reforça o conceito que se aprende na faculdade. Essa expressão visual demonstra um projeto em constante andamento e evolução.

Em homenagem aos cursos, foram criados sublogos para a aplicação na identidade visual da Faculdade. As cores foram baseadas nas tintas das canetas esferográficas que geralmente são as grandes companheiras do aluno e do professor durante todo o processo de aprendizado, auxiliando também na identificação dos respectivos cursos.

A ideia do colchete é mostrar o conceito do projeto em andamento. Ele não fecha, está sempre em construção, pois sempre há algo para acrescentar e evoluir. No logo oficial, por exemplo, o “75 anos” foi inserido logo após o colchete.

O azul marinho é a cor principal da marca como um todo, escolhido para preencher o logotipo “CÁSPER”. As demais cores são tonalidades de apoio, utilizadas com parcimônia e direcionadas aos materiais que lhe dizem respeito.

Para os cursos de Publicidade e Propaganda e Relações Públicas, que estão completando 50 anos, as cores direcionadas são, respectivamente, rosa e laranja. Já o verde é a identidade escolhida para Rádio TV e Internet, curso mais recente da instituição, que celebra 20 anos.

Para o curso de Jornalismo da Cásper, mais antigo do Brasil e da América Latina, com 75 anos, a cor escolhida foi o azul, parecido com o da marca, só que em tom diferente, um azul-claro, justamente para fortalecer a imagem de que a Cásper é uma faculdade de comunicação, não só de jornalismo.

De acordo com Kenneth Andrews Freire, editor de videografismo da Cásper, essa atualização foi para criar uma identidade mais moderna, além de trazer clareza na comunicação e identificação.

“Essas cores já existiam de uma maneira não oficial, apenas adaptamos e padronizamos com um conceito relacionado à vida acadêmica do estudante. A Cásper é uma faculdade de tradição. Então, foi necessário pensar em algo moderno, mas que durasse”.

Ainda segundo Freire, a ideia de separar os cursos com diferentes colorações é um mecanismo que intensifica a identidade visual e auxilia os estudantes a se localizarem dentro do ambiente.

“A Fundação é um ambiente muito grande, as cores nasceram para guiar os alunos. Elas foram criadas para indicar ‘olha, aqui é o meu andar, vou ter aula aqui’. Já existiam sinalizações com elas, mas não eram oficiais. Por exemplo, as portas dos elevadores eram segmentadas com um curso e cor, mas sentimos a necessidade de criar essa identidade. Isso ajuda o aluno a identificar o que é relacionado à sua área de estudo”.

Os selos comemorativos são parte das celebrações que serão realizadas em maio, mês do aniversário da Cásper. Todas as informações serão divulgadas em breve.