Casperianos são finalistas na Expocom 2018

Por: Por Pedro Garcia e Thiago Bio, do Núcleo Editorial

Alunos de Relações Públicas, Publicidade e Propaganda e Rádio TV e Internet estão entre os concorrentes ao prêmio do maior congresso de comunicação do País

Da esquerda para a direita: Rute Alcalde, Giselle Carrozzi, Luiza Gemelli, Ágatha Camargo Paraventi (nossa orientadora), Beatriz Gaidys (eu) e Jéssica Assi, finalistas com o projeto em ação com startup de mobilidade urbana.

Casperianos estão entre os finalistas do Prêmio Expocom 2018 da Intercom Sudeste. Além de uma mostra, essa é uma premiação destinada aos melhores trabalhos produzidos experimentalmente por estudantes dos cursos brasileiros de Comunicação. A premiação acontecerá entre os dias 7 e 9 de junho, na cidade de Belo Horizonte (MG).

Os alunos que estão na lista de finalistas e representarão seus trabalhos, individuais ou em grupo, são: Marjorie Ruiz Costa, pelo curso de Publicidade e Propaganda; Laila Moufid Mansour, Leila Cristina Vieira Belem e Mateus Zorzanelli Cavalcanti, pelo curso de Rádio, TV e Internet; e Ana Carolina Moretti Aguiar, Isabela de Cerqueira Silva Hospital e Rute dos Santos Alcalde, pelo curso de Relações Públicas. O ex-aluno Marcellus Fonseca Cataneo, de Rádio, TV e Internet, também está entre os finalistas.

A Expocom (Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação) acontece em duas fases: primeiro a regional e, em seguida, a nacional. “Para o aluno, a maior importância está no reconhecimento de que o que eles produziram tem destaque na Região Sudeste. Lembrando que estamos na região que mais tem instituições de ensino no País”, comenta Carla Pollake, professora do curso de Rádio, TV e Internet da Faculdade Cásper Líbero.

O prêmio faz parte do maior evento acadêmico da área, o Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. O encontro acontece há 42 anos e é promovido pela Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação), instituição que, aliás, foi criada dentro da Faculdade Cásper Líbero em 1977.

“O principal ganho, na minha opinião, é poder trocar experiências com estudantes e profissionais de outras partes do País”, aponta Pollake. A docente também acredita que ter acesso ao que está sendo pensado e produzido na área da Comunicação e ampliar a rede de contatos são fundamentais na formação de um bom profissional.

 

Grupo finalista na Expocom com trabalho de comunicação organizacional em sua banca de TCC.

Confira abaixo o que alguns dos finalistas tem a dizer:

Laila Mansour: a aluna do 4º ano de Rádio, TV e Internet está concorrendo na categoria Fotografia em movimento (avulso ou seriado), com a animação em stop motion “Campo de Batalhas”. “O fato de ver o meu trabalho ser um dos cinco selecionados entre tantos outros é extremamente gratificante. Realmente não imaginava que isso iria acontecer! Sinto que essa é uma forma incrível de reconhecimento e dessa forma investirei ainda mais em projetos pessoais”, diz com entusiasmo a jovem.

Mateus Cavalcanti: também aluno do 4º ano de Rádio, TV e Internet, ele representará, ao lado de Larissa Hirata, seu grupo em Belo Horizonte. Eles são finalistas da categoria Ficção em vídeo e tele (telenovelas, séries televisivas e afins (avulso ou seriado), com o curta-metragem “Symeos”. “Eu sempre espero que o melhor aconteça, né? Eram 72 candidatos para essa categoria. Só de estar entre os cinco selecionados já foi surreal. Estamos até inscrevendo o nosso curta em alguns festivais pelo Brasil”, conta Cavalcanti. Assista ao teaser trailer de “Symeos” aqui.

Samia Nakib: se formou em 2017 em Publicidade e Propaganda e apresentará no Congresso seu Trabalho de Conclusão de Curso. Sob a orientação do professor Eric de Carvalho. O grupo trabalhou com a marca Lola Cosmetics, pelo fato da possibilidade de realizarem ações voltadas ao empoderamento feminino e aceitação da beleza própria. Os alunos inseriram a marca no “Projeto Pérolas”, que consiste em sessões de fotos com mulheres que enfrentaram o câncer para ajudar a autoestima delas.

Natalia Milani: recém graduada em Relações Públicas, representará a agência que integrou ano passado. Natalia em conjunto com Ana Moretti, Gabriel Rocha e Raquel Garcia trabalharam com a Linktel, corporação especializada em redes de Wifi, e descobriram que a empresa não possuía uma cultura de comunicação organizacional. Para mudar esse cenário o grupo trabalhou com foco nos funcionários e consumidores, principalmente no âmbito digital. “O Congresso é muito importante para nós, é um reconhecimento de todo esse conhecimento que adquirimos nesses quatro anos de Cásper”, declara.

Beatriz Gaidyz:  apresentará seu Trabalho de Conclusão de Curso desenvolvido em 2017 no congresso. Beatriz e seu grupo trabalharam com uma startup de mobilidade urbana, era um aplicativo que desenvolve rotas personalizadas para ciclistas, e desenvolveram um plano com ações e estratégias. Os grupo sempre teve interesse em fazer mais que um trabalho e desde de o início do projeto tinham interesse em se inscrever em congressos e ser finalista na Expocom é uma realização dessa vontade e Beatriz ainda completa que o grupo pretende se inscrever em mais prêmios e congressos.