O que é empreender no jornalismo?

Por: Julya Vendite, do Núcleo de Mídias Digitais

Leandro Beguoci fala sobre os desafios do empreendedorismo

O casperiano Leandro Beguoci formou-se jornalista em 2004 e, quase dez anos depois, em 2013, começou a empreender na área. Após ter passado por redações e ganhado experiência, Beguoci entrou na F451, uma empresa de mídia com foco em produção de conteúdo onde aprendeu o que significa empreender. Hoje ele é Diretor Editorial e de Produtos da Associação Nova Escola, onde trabalha criando produtos e serviços editoriais para os educadores do Brasil.

O jornalista defende a ideia de que o empreendedorismo é a criação de um valor para a sociedade e aprendeu isso com sua experiência em start ups, “tínhamos que criar muita coisa na F451, essa época foi um marco para mim. (…) Você pode tentar entender uma necessidade que determinada parte da sociedade tem e transformar aquilo em uma start up. Uma start up nada mais é do que uma proposta de valor para a sociedade, tentando encontrar um modelo de negócio que se sustente”. Beguoci também destaca que, para empreender, algumas características são essenciais ao jornalista, como ter curiosidade, estar aberto e ter senso crítico.

E quando se pensa em empreender, o quanto antes os estudantes começarem, melhor. “Eu acho fundamental empreender enquanto ainda se está na faculdade, porque é um ambiente laboratorial por definição. Quando eu fazia Cásper, as pessoas diziam para a gente participar dos órgãos laboratoriais porque nessa experiência você vai tentar inovar em linguagem, em abordagem jornalística”. Com as inovações tecnológicas na área da comunicação, o jornalista complementa que hoje é possível pensar em muitas coisas, inovar em formatos além da linguagem.

“Eu acho que toda vez que você está empreendendo é porque você não está satisfeito com a forma com que as coisas eram feitas até hoje. Toda vez que você está querendo inovar é porque você está em busca de um modelo melhor do que o que existe. É porque você está inquieto, curioso, é porque você quer construir algo que não existia”.

Empreender também é enfrentar desafios

Beguoci reconhece e acompanha as mudanças na comunicação desde a época em que se formou, mas identifica que o maior desafio do jornalista continua sendo entender o valor que é criado para a sociedade.

“O que a gente tem percebido e aprendido cada vez mais é que você tem que tentar criar valor para grupos específicos. Mas como é que você entrega informação qualificada que seja interessante e que dialogue com um grupo de pessoas a quem você quer dizer? Acho que criar valor é o desafio número um. O segundo desafio é como criar este valor”.

Quando o desafio é “como criar”, a tecnologia já traz alguns caminhos que têm sido estudados e discutidos entre jornalistas e pesquisadores de mídias. Na Cásper Líbero, no primeiro semestre de 2017, Beguoci foi convidado para participar de um debate sobre o tema, durante o evento “Contar histórias do futuro”, que abordou o papel do jornalismo em meio a mudanças sociais, políticas, e culturais decorrentes da expansão da tecnologia e da internet.

“Nosso conhecimento tecnológico pode ser usado a favor de disseminar informações que esclareçam a sociedade, que informem e ajudem as pessoas a tomarem decisões melhores e entenderem quem elas são”.