Processos midiáticos: questões sobre a escrita nos suportes impresso e digital

Autor: Érica Medeiros Ferreira
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 08/04/2016

Resumo

Este trabalho observa, descreve e identifica algumas mudanças ocorridas no fenômeno da escrita ocidental em três períodos específicos das sociedades ao longo do tempo. O primeiro recorte é o momento no qual a escrita foi desenvolvida em sua origem. Neste período, busca-se a visão de três autores canônicos, cada um em seu campo de estudo, a saber: Denise Schmandt-Besserat, antropóloga franco-americana especialista na história da escrita que propõe a tese de que a escrita foi desenvolvida a partir do florescimento agrícola e econômico da região da Mesopotâmia por um sistema de contagem e registro de bens; Vilém Flusser, filósofo tcheco naturalizado brasileiro, reflete sobre a escrita em sua origem e momento atual sob a concepção da Escalada da Abstração; Walter Ong, historiador e filósofo americano, nos dá uma perspectiva sobre momentos da escrita em seu nascimento, difusão a partir da inclusão de vogais no alfabeto grego e a escrita tipográfica. O segundo recorte é a escrita ocidental no suporte livro impresso no momento do desenvolvimento da prensa de Gutenberg em que procuramos contextualizar o ambiente sócio-cultural no qual a tecnologia da prensa foi desenvolvida e buscamos identificar as mudanças ocorridas na escrita, seu suporte e hábitos de leitura por meio de um referencial teórico de especialistas na história da leitura como Alberto Manguel, Roger Chartier, e Martyn Lyons. O terceiro recorte é a escrita ocidental no suporte livro digital. Analisamos este momento da escrita na contemporaneidade, principalmente por meio dos pesquisadores das novas mídias: Lucia Santaella e Lev Manovich. Buscamos uma contextualização do ambiente no qual se deu o desenvolvimento do livro digital, as mudanças trazidas pela tecnologia digital e as em curso. Por meio de uma postura dialógica, a pesquisa constata possíveis mudanças no fenômeno escrita em momentos de inflexão tecnológica desse fenômeno do campo da comunicação.

Palavras-chave: Comunicação. Cultura. Escrita. Livro impresso. Livro digital. Processos midiáticos. Ecologia da Comunicação.