Fim da #TrocoLikes

Por: Ana Carolina Pires

Cada coração que salta no cantinho da tela aquece o ego de alguém. Quem nunca se frustrou com o feedback de sua publicação no Instagram, que atire a primeira pedra. E como não se frustrar, já que o grau de relevância de um indivíduo nas redes sociais não depende de seu próprio engajamento, mas da opinião dos outros? A função do feedback, até mesmo de pessoas desconhecidas ou de “usuários fantasmas”, não é somente a de preencher o vazio que a insegurança traz, mas também de fazer outros usuários notarem o seu grau de sucesso,  abrindo portas, por exemplo,  para marcas fazerem parcerias patrocinadas.

A nova atualização do Instagram vai ocultar o número de curtidas para os seus seguidores. Alívio ou desespero? O costume de os usuários se mensurarem através da métrica alheia já os acompanhava há um bom tempo. Mas agora com essa reviravolta, ele liberta o usuário de se comparar com a grama do vizinho através de uma nova estratégia: ressaltar o conteúdo por si só e não pela quantidade de curtidas. Será que isso levará à despreocupação com o julgamento alheio? Ou uma nova plataforma surgirá com outras maneiras de lucrar com o estímulo ao narcisismo? Independentemente de quais sejam os passos futuros ou a verdadeira intenção por trás do aplicativo, é importante ressaltar a necessidade de  fortalecer o desenvolvimento do “eu”, obtendo uma distância saudável do ciclo vicioso de aprovações através de um clique.