Uma luta que não é de hoje, e é de todas

Por: Laís Pacheco

Feminists: what were they thinking? – no português “Feministas: o que elas estavam pensando?” — é um documentário produzido pela plataforma norte-americana de entretenimento Netflix, lançado em outubro de 2018, que deixa o espectador já desde o título a par da temática a ser tratada.

O filme mostra a história de diversas mulheres contadas por elas mesmas., Algumas muito conhecidas, como Jane Fonda e Lily Tomlin; outras nem tanto, embora tenham exercido papel ativo na luta feminista. À medida que folheiam um livro de fotos produzido na década de 1970, retratando eventos dos quais muitas inclusive haviam participado, elas vão vasculhando suas memórias em busca de relatos de um passado de luta. E falam também sobre como ainda lidam com o assunto nos dias de hoje e sobre os impactos do empoderamento em suas vidas, causando uma empatia imediata com o público, não somente o feminino, pois ao mesmo tempo em que contam suas histórias, vão tirando o estereotipo previamente moldado em relação a quem sofre discriminação de gênero e a quem luta pela causa.

A atmosfera construída pelo filme é a de um bate-papo íntimo com as protagonistas. Os cerca de noventa minutos passam despercebidos, e quem assiste ao documentário não demora a transportar os fatos relatados para uma reflexão sobre a contemporaneidade.