Quer desenvolver sua carreira na área de mídias sociais?

Por: Maristela Carvalho da Cruz, da Assessoria de imprensa da FCL

Confira dicas de profissionais sobre o perfil para atuar nesse mercado!

Ainda não existe a fórmula perfeita para um bom relacionamento nas mídias sociais, ou seja, uma receita de bolo que garanta à sua empresa a melhor imagem perante todos os seus públicos. Criar uma audiência fiel nas redes sociais é como qualquer outro tipo de relacionamento: é necessário estar presente e, principalmente, ativo. Um bom profissional de mídia precisa: ter amplo conhecimento do mercado e da marca a qual representa, ser comunicativo, antenado, flexível, bom negociador e estrategista. Por ser dinâmico e sofrer constantes atualizações, o mercado de mídias digitais também exige que o profissional de sua área seja antenado e ligado às mudanças.

Twitter, Facebook, blogs, Instagram e outras plataformas são também espaço de compreensão do consumidor.

Twitter, Facebook, blogs, Instagram e outras plataformas são também espaço de compreensão do consumidor.

Para a coordenadora de Mídias Digitais da Fundação Cásper Líbero, Lidiane Faria, é importante procurar boas referências e não focar apenas em conhecimento técnico. Neste aspecto, recomenda: “um bom profissional de Mídias Digitais deve também conhecer sociologia, antropologia e psicologia. Além disso não pode ter medo dos números: eles são fundamentais na produção dos relatórios e é fundamental saber interpretá-los dentro do contexto de seu cliente”. Segundo ela, o essencial para atualizar-se é estar sempre em contato com sites e livros especializados além de cursos dedicados aos assuntos que precisa.

Alexandre Formagio, Experience Director da Media Education, procura se atualizar de forma orgânica. Ele conta que foge dos meios tradicionais de notícias, que sempre acabam replicando o mesmo tipo de conteúdo. Além disso, trabalha o filtro do Facebook e do Twitter para que sejam fonte de informação trazendo as novidades do dia-a-dia naturalmente. “Vale separar um tempinho e “limpar” seu Facebook, para que ele te ajude a se manter informado em tempo real, sem precisar ler dezenas de blogs e portais diferentes. Vale bastante a pena também assinar o feed de alguns portais e revistas internacionais (para quem fala Inglês), para acompanhar estudos, notícias do mundo e matérias interessantes não apenas sobre comunicação, mas também sobre criatividade, tecnologia e outros temas que te interessem. É excelente para manter a mente ativa e cheia de boas referências”, recomenda o especialista.

Já Tarcízio Silva, responsável por ministrar o curso Monitoramento de Mídias Sociais – Inteligência de Mercado na Cásper Líbero, acredita que hoje os serviços relacionados ao monitoramento de mídias sociais são essenciais para organizações de todos os portes. “Setores de business intelligence, inteligência e pesquisa de mercado recorrem às mídias sociais como termômetro e panorama do que acontece em tempo real: crises, oportunidades e comportamentos podem ser descobertos com um olhar analítico e ferramentas adequadas. Twitter, Facebook, blogs, Instagram e outras plataformas são também espaço de compreensão do consumidor. Entretanto, por ser uma área ainda nova, traz desafios e oportunidades para jovens profissionais que podem aproveitar a crescente demanda em agências, empresas e consultorias.