Os monstros estão de volta!

Por: Gabriela Colicigno, aluna do 3º ano de jornalismo

Animação nostálgica, "Universidade dos Monstros" aposta na realização dos sonhos

 

Crédito: Reprodução

Contando a história por trás das portas dos armários, Monstros S.A. foi inovador, trazendo personagens incríveis. Mike, Sulley e Boo marcaram a infância de uma geração e divertiram adultos e crianças. Afinal de contas, os monstros somente assustam criancinhas para conseguir energia para o mundo deles. Convenhamos, é uma maneira até mesmo sustentável de produzir energia. E eles têm mais medo dos humanos do que imaginávamos.

Quando a Pixar e a Disney anunciaram um novo filme nesse universo, o clima foi de expectativa e medo. Boo estaria crescida? Ainda lembraria de Sulley, o “Gatinho”? Mas o primeiro filme foi tão amarrado, o que iriam fazer? No fim, foi decidido que seria um prelúdio, contando como Mike e Sulley se conheceram na Universidade Monstro e o caminho que os levou até a Monstros S.A. E sem a Boo, para o descontentamento de alguns.

Sendo um filme da Pixar, dificilmente ele vai ser ruim. Universidade Monstro não fica tão atrás de outras animações como Vida de Inseto ou Os Incríveis, e bem a frente de Carros 2 ou Toy Story 2, as outras continuações tentadas pela empresa. De forma divertida, reencontramos nossos personagens no universo de Monstrópolis. Mas eles não são amigos, e nem parece que um dia serão.

Mike Wazowski, o monstro verde de um olho só mais carismático do cinema, é um nerd. De aparelho, cheio de livros e uma mente aguçada, chega à Universidade para ser um assustador. Ele quer trabalhar assustando criancinhas indefesas na Monstros S.A., mas não parece levar jeito para a coisa. Afinal, assustar não se aprende lendo. Ou será que sim?

Jimmy Sullivan, nosso querido Sulley, vem de uma família de grandes e famosos assustadores. Ele bota medo em qualquer um com seu rugido. Porém, só quer saber de festas de fraternidade e aprontar. Ele não se preocupa em estudar para nada, porque acredita que consegue passar somente sendo ele mesmo.

Depois de algumas confusões em que se meteram, eles precisam se unir para continuar no curso. Aliás, eles precisam ganhar os jogos gregos da Universidade, uma disputa entre as fraternidades. No entanto, a única que os aceita é a menos preparada, cheia de desajustados socialmente. E cabe ao Mike e todo seu cérebro preparar esse pessoal para vencer.

O filme é divertido, com um ar meio nostálgico, principalmente para quem assistiu Monstros S.A. nos cinemas quando criança. E ele não serve só para divertir, como em todos os outros filmes da Pixar, há uma lição inserida. Nesse caso, se diz respeito aos seus sonhos. Mike sonhava em ser um assustador desde criança, mas não levava jeito para a coisa. E ele não ia desistir de tentar. Nem mesmo quando Sulley disse que ele não conseguiria. Porém, na insistência, percebe que suas habilidades podem ser mais bem aproveitadas em outra coisa. E, como sabemos, ele nunca chegou a ser um assustador.

Não desista dos seus sonhos, mas tenha certeza de que eles são o certo para você. Às vezes, você pode fazer um bem ainda maior usando suas habilidades para outra coisa. Mas é claro, não desista sem tentar, vai que você consegue…