Lecionada pela docente de Relações Públicas, Ágatha Camargo Paraventi, a disciplina de Ética propõe para os Casperianos o Desafio de Comunicação e Ética. Direcionado aos alunos do terceiro ano de RP, o desafio foca na construção de um planejamento de comunicação para uma empresa, ou organização, que esteja desenvolvendo um programa de ética.

Na sua décima edição, a Camargo Corrêa Infraestrutura foi a empresa participante. Atuando na área de infraestruturas e contribuindo para renovação do mercado de construção pesada, a Camargo Corrêa é uma empresa tradicional no mercado tendo um legado de oito décadas de excelência em obras e iniciativas.

Representada pela gerente de comunicação corporativa da empresa Alessandra Cristina Silva de Vasconcelos, ao lado da Elba Cristina Maciel de Moraes, Coordenadora de Auditoria, foram propostos aos alunos os seguintes temas:

  • Para a turma do período diurno: Como preparar as lideranças para gerenciar equipes multidisciplinares, criando vínculo, engajamento e compromisso (operacionais de obras de infraestrutura) considerando fatores como diversidade cultural, deslocamento/distanciamento da sua região de moradia e família e para atuação em projetos com duração pré-definida.
  • Para a turma do período noturno: Como tratar temas de comportamento / disciplina e percepção de geração de valor na prática das políticas, normas, valores e princípios da companhia em um ambiente operacional de alta rotatividade e baixa formação / escolaridade.

Alessandra comentou sobre como a relação entre o mercado e a academia pode agregar na carreira dos estudantes.

“Eu acho que essa integração entre academia e setor privado (empresas) é fundamental, não só, para formação dos alunos, mas também para a organização estar sempre atualizada. E para que esses alunos que vão entrar no mercado daqui há pouco, possam entender não só a realidade das organizações, mas tragam os valores que a sociedade, hoje, exige. Essa parceria é fundamental”.

Após o evento, Alessandra, que é Mestre pela Faculdade Cásper Líbero, falou sobre como essa vivência oferecida pela faculdade agregou para ambos os lados.

“Essa oportunidade é ótima, uma troca de energia e aprendizados. Para nós, a experiência mais importante vai ser no momento que vier essa visão desse público que não está submerso na nossa realidade. Os jovens trazem grandes oportunidades de aprendizado, seja para Camargo Correia Infra, seja para qualquer outra empresa”.

A idealizadora do projeto, professora Agatha Camargo Paraventi, também ressaltou a importância dessa vivência para os alunos. Ela disse:

“Desde 2013, ao longo de 10 anos de projeto, mais de 1.200 alunos tiveram a oportunidade de se debruçar sobre desafios de compliance e responsabilidade corporativa junto a grandes organizações parceiras. A interlocução com Chief Compliance Officers (CCOs) e dirigentes de responsabilidade corporativa promove experiências não apenas de desenvolvimento de planos estratégicos de comunicação para integridade, mas principalmente de colaboração nesta área tão multidisciplinar.”.

Ao longo dos dez anos de evento, além da Camargo Corrêa Infraestrutura, participaram empresas como Danone, Rede Brasil do Pacto Global da ONU, Fundação Toyota, Whirpool, entre outras.