Além das histórias de amor

Por: Dora Giglio

Adaptação de A culpa é das estrelas para o cinema trata de assuntos sérios de maneira leve

logo_arruaça

Edição nº 6 – 2016

 

Pôster do filme originado do livro do americano John Green

Dois jovens apaixonados e uma história linda e inspiradora de amor. Esse seria mais um romance como qualquer outro que vemos no cinema, se não fosse o fato de os personagens terem câncer e a história ter uma trama mais profunda do que simplesmente “o amor rompe qualquer barreira”.

Originado do livro de grande sucesso do escritor americano John Green, famoso entre o público jovem, A culpa é das estrelas conta a história de dois jovens, Hazel Grace e Augustus Waters (Gus), ambos com câncer (ela na tireoide, que evoluiu para uma metástase no pulmão, e ele um osteossarcoma, tumor ósseo maligno, em remissão) que depois de se conhecerem em um grupo de apoio cristão acabam se tornando próximos.

Depois de tentar resistir aos encantos de Augustus, um jovem que sonha em deixar sua marca no mundo, Hazel, que se preocupa apenas com a dor que pode acabar deixando para os outros, se permite se apaixonar e viver algo que a faz tão bem. Sabendo que tem o apoio um do outro, eles se ajudam a enfrentar os principais conflitos da adolescência e do primeiro amor e ao mesmo tempo tentam se manter fortes e otimistas.

A atriz Shailene Woodley e o ator Ansel Elgort, que interpretaram Hazel Grace e Augustus Water, cumpriram tão bem seus papeis que, por mais que tenham feito outros trabalhos conhecidos do público antes do filme de 2014, ficaram eternizados como os jovens Hazel e Gus por seus fãs. Além disso, o criador da história, John Green, fez questão de estar presente em todos os dias de filmagem e pediu para que o diretor e produtor do filme não mudassem praticamente nada do livro para o filme, o que ajudou no fato de o longa ser tão fiel à história original, agradando muitos fãs do livro.

O filme trata da realidade de jovens com câncer e da questão da morte, mas não abre mão de investir em cenas de humor. A culpa é das estrelas pode ser considerado um daqueles filmes que atingem grandes públicos e emocionam.