OSESP celebra 60 anos na temporada 2014

Por: Erika Sá

Comemorações incluem concertos a preços populares, apresentações matinais e ensaios abertos

logo_arruaça

Edição nº zero – 2013

As comemorações dos 60 anos da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, OSESP, começaram em outubro de 2013, durante a turnê europeia que percorreu seis países – Alemanha, Áustria, França, Inglaterra, Irlanda e Suíça – com a regência de Marin Alsop. A programação de 2014 traz, além de duas turnês nacionais – uma em São Paulo, capital, e mais cinco cidades, em fevereiro, e uma turnê pelo Brasil, em agosto – um concerto especial no dia 14 de agosto, com a estreia latino-americana do Concerto para Saxofone, Contralto e Orquestra de John Adams. E nem tudo será futebol no país da camisa canarinho. A OSESP também brindará seu público com três programas especiais para o período em que ocorrerá a Copa do Mundo da FIFA: o Festival Villa-Lobos, com regência de Isaac Karabtchevsky e participação do violoncelista Antonio Menezes, Candide, de Leonard Bernstein (compositor transversal da temporada), regida por Marin Alsop, com participação do barítono Paulo Szot e de outros cantores, e a Nona Sinfonia de Beethoven, novamente com Marin Alsop na regência e participação de Paulo Szot. Outras obras brasileiras, como o Concerto nº 5 para piano e orquestra, de Villa-Lobos, e a Suíte Breve para orquestra, de Claudio Santoro, ambas compostas em 1954, farão parte da programação da temporada.

Música para todos, em qualquer lugar
A proposta de concertos a preços populares e ensaios abertos garante que mais pessoas tenham acesso à música erudita. No entanto, para a maioria dos apreciadores, leigos e especialistas, a erudição que permeia todo o universo de uma orquestra ainda é algo quase intangível. Entender alguns termos-chave do vocabulário da música erudita poderá ajudar o espectador a se familiarizar não só com a sala de concertos e com a orquestra, mas também com os compositores e suas carreiras.

Compositor transversal
O termo “compositor transversal” é utilizado pela OSESP para descrever a maneira pela qual obras significativas de determinado autor são apresentadas ao longo de toda uma temporada e em formações diversas. Para a temporada 2014, o escolhido foi Leonard Bernstein, mais conhecido como regente do que como compositor. Bernstein escreveu a opereta Candide, um dos programas especiais para o período da Copa do Mundo. Uma curiosidade sobre o compositor é a que ele foi professor da regente titular da OSESP, Marin Alsop.

Árvores brasileiras
Cedro, carnaúba, pau-brasil e jacarandá. Araucária, paineira, sapucaia e pequiá. Mogno, imbuia, jequitibá e ipê. As séries, que são representadas com nomes de árvores brasileiras e compostas majoritariamente por concertos sinfônicos, contemplam o repertório tradicional de orquestras, composições desconhecidas e às vezes inéditas. Cada programa, salvo raras exceções, é apresentado às quintas-feiras e repetido às sextas e aos sábados da mesma semana.

Ingressos e programação
Os ingressos podem ser adquiridos pelo site da Ingresso Rápido ou ainda por telefone, no (11) 4003-1212. Para a temporada 2013, os preços variavam de R$ 28,00 (Coro) a R$ 120,00 (Balcão mezanino). Além da aquisição avulsa de ingressos para os concertos, é possível ainda fazer assinatura de programas por lugar e por série. Mais informações sobre assinaturas e a programação completa, com mapas de assentos e preços, podem ser encontradas no site da orquestra.