Comunicação e Sustentabilidade: o ambiente comunicativo do SWU

Autora: Danielle Mendes Thame Denny
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 25/09/2012

Resumo

As apresentações musicais em eventos coletivos como os festivais de música pretendem gerar um ambiente privilegiado para intervenções de forma a favorecer a educação, despertar a postura ética e, especialmente, promover a postura ecológica dos participantes. O SWU 2010 (sigla de Starts With You ou Começa Com Você) foi realizado com o objetivo de articular a educomunicação ambiental à imersibilidade sonora nos três dias de festival realizado em Itu/SP, na Fazenda Maeda, nos dias 9, 10 e 11 de novembro de 2010.Conforme divulgação realizada em seu site, o SWU pretendia ser um movimento de conscientização em prol da sustentabilidade ao focar valores como paz, amor, consciência e atitude. Teria o intuito de mobilizar o maior número possível de pessoas para a causa da sustentabilidade e mostrar que, por meio de pequenas ações individuais praticadas no dia a dia, as pessoas podem ajudar a construir um mundo melhor para se viver. Esta dissertação relata a pesquisa desenvolvida para verificar se o SWU conseguiu ser uma experiência
comunicacional vinculativa de participação social ou se foi apenas um conjunto de estratégias mercadológicas marcadas pelo uso das celebridades musicais e pela atual visibilidade do tema meio ambiente. Estuda as iniciativas comunicacionais do SWU, sob a lógica da economia da comunicação e da eco publicidade, mostrando que a sustentabilidade pode ser usada para agregar valor. Analisa o evento sob a perspectiva da ecologia, inclusive da comunicação, e, para tanto, aprofunda o estudo sobre iconofagia, vínculos e cultura do ouvir. Finaliza apresentando o SWU como um ambiente comunicativo orquestral, marcado por contradições em relação aos valores propostos, mas que propicia condições para que
emerja aprendizado concreto de sustentabilidade, comunicação e cidadania. Os trabalhos de autores como Norval Baitello Jr., Vicente Romano, Josep M. Català, Yves Winkin, Vilém Flusser e Harry Pross são utilizados como referenciais teóricos.
Palavras-chave: Comunicação. SWU. Vínculos. Processos Midiáticos. Media Literacy. Cultura do Ouvir. Ecologia da Comunicação.