Da Arte da Crítica à Crítica da Resenha na Imprensa

Autora: Maria Aparecida Monteiro Bessana
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 07/04/2014

Resumo

Esta dissertação sobre o que é a resenha de livros em jornais diários primeiro fez um estudo
comparativo entre as concepções de estilo jornalístico, de um lado, desenvolvida por
Marques de Melo, e, de outro, de estruturas narrativas, elaborado por Manoel Chaparro,
discorrendo ainda sobre a análise de livros empreendida na imprensa brasileira desde o
fim do século XIX até a primeira década do XXI. Em seguida, abordamos algumas concepções
acerca da elaboração e das possibilidades de análise de textos, adotando, como
resultado, os conceitos desenvolvidos pelo norte-americano Charles Sanders Peirce e as
formulações, lastreadas em seu pensamento, feitas pelo semioticista italiano Umberto
Eco, em particular no que se refere às possibilidades e aos limites de interpretação de um
texto. Daí o estudo se dedica à conceituação do modo de compreender e abordar a literatura,
seguindo os passos do húngaro Tzvetan Todorov. Algumas resenhas publicadas nos
dois principais diários de São Paulo, Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo, foram
comparadas às dos mesmos livros no suplemento literário “Babelia” do periódico espanhol
El Pais, acompanhadas de uma análise de acordo com os autores estudados. Demos
também voz a jornalistas que atuam nesses cadernos e/ou suplementos, como Raquel
Cozer, da Folha de S. Paulo, e a editores cujo trabalho é a matéria-prima de resenhistas e
críticos: o prof. dr. Jézio Gutierre, da Fundação Editora da Unesp, e Bernardo Ajzemberg,
da Editora Cosac Naify.

Palavras-chave: Resenha. Jornalismo. Livros. Literatura. Gênero Jornalístico. Narrativa.
dida.