Os gestos dos Papas no Brasil: Relações entre o presencial e o midiatizado

Autor: Maria Cristina Angelini
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 05/09/2014

Resumo

Esta dissertação aborda os gestos públicos dos Papas que visitaram o Brasil e a repercussão dos mesmos gestos pela cobertura midiática, especialmente pela televisão. O país recebeu a visita de três líderes da Igreja Católica: João Paulo II, Bento XVI e Francisco. O destaque para cada um deles, em diferentes momentos da história do Brasil e da própria Igreja, foi intenso na mídia; as imagens dos gestos de cada um correram o mundo e de alguma forma envolveram os brasileiros. A pretensão é, a partir da observação do acervo dos registros televisivos (frames – fotogramas das imagens transmitidas pela TV) e das fotos publicadas nos sites, nos jornais e revistas impressos de cada visita, compreender as relações entre os gestos dos Papas, a cobertura e o aproveitamento dos gestos para obtenção de audiência midiática. Para compreendermos como essas dinâmicas se relacionam recursivamente mostraremos parte da história da relação da Igreja com os meios de comunicação. Retrocedendo ao espetáculo das condenações de hereges pela Inquisição até as notícias a respeito da renúncia crítica ao luxo pelo Papa Francisco, passando pelos destaques dos beijos de João Paulo II nos solos dos países que visitava e pela reação contida de Bento XVI diante das lentes de cinegrafistas e fotógrafos, observaremos como a cultura da mídia repercute os gestos.

Diversos autores fornecerão os referenciais teóricos para estudo dos fenômenos analisados. A partir de Ismar de Oliveira Soares, Joana Puntel e Antonio Costella analisaremos a história das relações da Igreja Católica com os meios de comunicação, desde a fase de crítica aos meios até a descoberta da importância e uso dos mesmos. A partir de Vilém Flusser, Norval Baitello Junior e Harry Pross investigaremos a importância dos gestos que são realizados na mediação primária dos corpos e depois divulgados na chamada cultura da mídia. Na perspectiva dos estudos sobre ecologia da comunicação, realizados por Vicente Romano e hoje, entre outros, pelo Grupo de Pesquisa Comunicação e Cultura do Ouvir, observaremos como os gestos se espalham pelos meios eletrônicos; como os gestos circulam nas capilaridades da comunicação presencial e da comunicação eletrônica e, finalmente, como este cenário de interações pode ser compreendido na perspectiva de uma possível ecologia da comunicação.
Palavras-chave: Comunicação. Igreja Católica. Gestos. Mídia Primária. Ecologia da Comunicação.