Faculdade Cásper Líbero promove Seminário Cásper Geek

Por: Viviane Alvarez, do Núcleo de Mídias Digitais

Evento traz o universo geek à esfera acadêmica

O universo geek tem forte presença no cenário sociocultural moderno. A desenfreada evolução tecnológica tornou-se fator decisivo na mescla entre cultura e tecnologia, resultando em produções culturais audiovisuais e impressas que se tornaram tendência internacional com itens como videogames, quadrinhos, mangás, animes, séries e o gênero da ficção científica. Não à toa, a Faculdade Cásper Líbero, em parceria com o Centro de Pesquisa Interdisciplinar (CIP), promove, nos dias 26 e 27 de outubro (quinta e sexta-feira), o Seminário Cásper Geek como um meio de analisar o impacto do mundo geek na Comunicação Social.

“O Cásper Geek é um evento híbrido que promove debates entre pesquisadores da cultura geek e representantes de um mercado voltado para esse público. O objetivo principal é jogar luz sobre o que vem sendo discutido e desenvolvido sobre esse tema, tão caro ao público em geral e a cada dia mais presente nas pesquisas acadêmicas e em um mercado em desenvolvimento.” – Eric de Carvalho, coordenador do CIP.

Sendo parte da construção do processo de comunicação social, a cultura geek nasceu dentro do universo midiático, envolvendo o meio impresso e audiovisual.

“É uma excelente oportunidade de conhecer e discutir uma cultura que nasceu da mídia e com a mídia. Não podemos pensar uma cultura geek sem lembrar que ela está ligada a séries de TV, games, computadores, quadrinhos e tecnologia. Exatamente os ingredientes do cenário de mídia contemporâneo.” – Luis Mauro Sá Martino, professor na Faculdade Cásper Líbero e especialista no tema.

Capitão América | Fonte: reprodução Facebook (página Captain America)

 

Além disso, o comportamento geek é um ótimo meio de análise da sociedade, abordando história, ideologias e costumes em forma de quadrinhos, animações ou games. Histórias como a do Capitão América remetem à dicotomia político-social vivida na Guerra Fria, por exemplo. Qualquer produto cultural elaborado em um contexto histórico específico da humanidade auxilia na compreensão do período a ser analisado; sendo assim, o universo geek é uma interpretação do mundo real feita por mentes criativas, que veem na tecnologia um meio de produção cultural inovador.

“[…] acredito que [o universo geek] contribua e muito com essa sociedade líquida que estamos vivendo, porque nos faz pensar que a cultura vai muito além daquela tradicional que conhecemos e que assuntos, tidos como não relevantes, podem ser sim assuntos importantes.” – Fábio Caim Viana, professor do curso de Publicidade e Propaganda e co-autor do evento.

 

Os geeks são consumidores de produções culturais que vão se tornando atemporais e ocupam cada vez mais espaço no âmbito cultural; porém, somente há pouco tempo têm ganhado voz no ambiente acadêmico, chegando até mesmo a ser objeto de estudo e pesquisa. Como exemplos, temos o próprio Cásper Geek, que traz bancas de discussão sobre o tema; e as Jornadas Internacionais de História em Quadrinhos, na USP, evento que estuda tal produção.

“Considero os geeks como fãs de produtos midiáticos tais como games, séries, quadrinhos, filmes, dentre outros. A pesquisa em comunicação sempre teve esses produtos como objetos de estudo; com a recente autodenominação do grupo e a afirmação de sua identidade cultural por meio do consumo desses produtos, os geeks também passaram a ocupar o espaço de objeto de estudo.” – Eric de Carvalho.

Darth Vader | Fonte: reprodução Facebook (página Star Wars)

 

A importância de estudar um produto feito por quem o consome é tamanha e produz um impacto significativo na era multimídia. Com pouco tempo de história, a cultura geek foi difundida a ponto de se fundir a certos elementos do imaginário social.

“[…] é muito difícil, hoje em dia, uma pessoa não ter ouvido falar sobre o Darth Vader. A maioria tem algum conhecimento sobre algum produto do universo geek.” – Guilherme Castilho Ferreira, casperiano do 1º ano de Publicidade e Propaganda e apresentador do programa Gazeta Games, na Rádio Gazeta AM.