Redes e ruas: a cobertura dos protestos de 2013

Autor: André Bontempo Garcia Lima
Tipo de produção: Produção científica
Classificação: Dissertação/Tese
Data: 25/09/2015

Resumo

O presente trabalho registra algumas dinâmicas de coletivos de cidadãos que, nas Manifestações de Junho de 2013, atuaram tanto na comunicação presencial, nas ruas, como na comunicação no contexto das redes sociais digitais conectadas. Destaca o período conhecido como Jornadas de Junho por alguns pesquisadores das grandes manifestações de 2013 e mostra o contraponto entre a abordagem jornalística do portal de notícias G1 com relação ao papel semelhante desempenhado nas redes sociais conectadas pelo Mídia Ninja, vinculado ao coletivo Fora do Eixo. Analisa, a partir de pesquisa bibliográfica e observações empíricas, o trabalho informativo realizado pelo grupo Midia Nínja por meio da rede social digital Facebook nas duas semanas iniciais dos protestos que marcaram o mês de junho de 2013. Constata que os integrantes do Mídia Ninja utilizaram, ao menos em parte, o formato de discurso jornalístico (na qual serão utilizadas perspectivas do professor Nelson Traquina para melhor entendimento sobre o que é jornalismo) e, por isso, exerceram a função de jornalismo alternativo, paralelo ao jornalismo hegemônico praticado pelos meios dos conglomerados de comunicação brasileiros. Os artigos produzidos a respeito do tema pelos pesquisadores Cicília Peruzzo e Venício Lima; o estudo das relações entre a comunicação presencial e a comunicação por aparatos, de Vilém Flusser; o contexto da sociedade de protesto abordado por Harry Pross e a Ecologia da Comunicação de Vicente Romano constituem os aportes teóricos da pesquisa desenvolvida. A dissertação aponta, finalmente, que apesar das limitações impostas pelo próprio macrossistema das tradicionais corporações de comunicação brasileiras, as redes sociais, como o Facebook, podem ser apropriadas, como na experiência do grupo Mídia Ninja, como importantes plataformas de atuação das denominadas mídias alternativas.

Palavras-chaves: Processos comunicativos. G1. Mídia Ninja. Manifestações. Facebook. Ecologia da Comunicação.