Por Ricardo Morales, da equipe de assessoria da Fundação Cásper Líbero

Em meio a grandes questões que envolvem a comunicação contemporânea, a Comunicação Institucional se destaca por ser a área de criação e desenvolvimento da identidade das organizações. Assim, torna-se algo essencial no âmbito das relações públicas.

Dessa forma, o segundo dia do Conexões RP 2022 abriu a manhã desta terça-feira (20) abordando o tema e ressaltando sua importância. O evento foi ministrado pelo tesoureiro da CONFERP, Marcelo Tavares.

Para tratar do assunto e poder se aprofundar mais nas ideias da comunicação institucional, o evento contou com a presença do ex-casperiano e fundador da RPMA Comunicação, Marcio Cavallieri, e da coordenadora do Grupo de Trabalho em Inovação para a ABRACOM (Associação Brasileira das Agências de Comunicação), Sheila Magri. Assim como nos debates anteriores, o formato híbrido também foi adotado. Fernando Lemos, atuante no núcleo de mercado da CONFERP e especializado em saúde mental e gestão das emoções associadas às de marketing digital, participou falando diretamente de Porto Alegre (RS).

previous arrow
next arrow

previous arrownext arrow

Slider

 

Durante a conversa, Cavallieri tensionou as adversidades causadas pela pandemia. “Comunicação é relação, se eu tenho algo impedindo isso (pandemia), eu tenho um problema. Para a comunicação institucional a relação com as pessoas, sejam clientes ou funcionários, é importantíssima para o desenvolvimento da identidade da organização”.

Lemos também tocou no ponto e complementou: “Precisamos conhecer as histórias das pessoas, assim geramos uma identificação com a organização”.

No quesito tendências durante o debate, Sheila Magri trouxe para a discussão como o uso do metaverso trará benefício para a comunicação institucional. “É uma pergunta muito boa e não tem uma resposta certa para ela. Isso se dá, pois, nenhum benefício vem sem um desafio. Por ser uma experiência de imersão, traz muitas oportunidades, claro, mas se tem muitas preocupações como estigmas sociais, por exemplo, com avatares e como o usuário moldara seu avatar”.

Confira como foi o bate-papo na íntegra no vídeo abaixo: