Muito além de diversão

Por: Ana Carolina Navarro, da Revista Cásper

Confira a cobertura da Live do CIP com Helena Jacob

O setor do entretenimento têm enfrentado uma série de perdas e ganhos. O cancelamento de shows e eventos esportivos fomentou a cultura de lives. A mobilidade reduzida encolheu drasticamente o turismo mundial. Restaurantes a quilo, cinemas e teatros correm o risco de fecharem as portas diante da falta de público. Mas o que, de fato, ficará de herança para um mundo pós-pandemia?

Para a professora Helena Jacob, cabe ao profissional da comunicação responder a essas questões. A convidada para a live “Jornalismo e Entretenimento: durante a pandemia e depois dela” argumentou que enquanto muitos jornalistas estão enfrentando o desafio de cobrir fenômenos que estão evoluindo diante de seus olhos, a ecologia da comunicação só tem a ganhar com a quantidade infinita de questões culturais que se levantam com os novos comportamentos e hábitos de consumo que a pandemia tem imposto à sociedade.

Michelle e Helena Jacob em live realizada no Instagram de Esquinas

“Mesmo quando nos divertimos estamos em espaço de disputa e recebemos mensagens. Meu lema é: nunca é só entretenimento, sempre há questões profundas envolvidas”, lembrou a doutora em Semiótica pela PUC de São Paulo. Helena aproveitou o encontro para recomendar obras que contribuem para a leitura dessa nova realidade que vivemos, como “O poder inovador da diversão”, de Steven Johnson, e “Estratégias Sensíveis”, de Muniz Sodré (que, infelizmente, é mais uma vítima da covid-19 e segue internado  em um hospital particular do Rio). A professora indicou também um guia prático de comunicação e mídia para enfrentamento da covid-19 recém-lançado pela UFRGS.

Sob mediação da professora Michelle Prazeres, Helena respondeu a perguntas dos participantes. Uma delas foi a do professor Rodrigo Ratier sobre a possibilidade das lives se tornarem um modelo de negócio alternativo ao entretenimento presencial. Helena levantou que ainda que a indústria do entretenimento esteja tentando descobrir como aproveitar essa nova ferramenta, é preciso se perguntar se no mundo pós-pandemia ficar em casa vai continuar sendo a melhor opção – “Se depender da indústria é provável que sim”, disse.

A próxima live contará com a presença do próprio Ratier, que falará sobre as perspectivas da educação em meio a pandemia. O encontro está marcado para quarta-feira, 13 de maio, às 18 horas.

Até 1º de Junho, sempre às segundas e quartas, às 18 horas, a Faculdade Cásper Líbero realiza conversas ao vivo sobre “O futuro da comunicação pós-pandemia” no Instagram da Revista Esquinas com professores pesquisadores da Faculdade sobre temas relevantes relacionados às suas pesquisas. O objetivo dessa série é buscar compreender o cenário da comunicação diante dos desafios apresentados pela pandemia de covid-19.