PROCESSO SELETIVO 2024 Fechar

Neste mês de novembro, a editora Companhia das Letras lançou o livro “Wet Mácula“. Trata-se do livro de memórias de um dos mais importantes intelectuais do Brasil, Jean-Claude Bernardet. Autor de uma obra de grande impacto histórico na reflexão sobre o fazer audiovisual no Brasil, Bernardet escreveu os livros “Brasil em Tempo de Cinema” e “Cineastas e Imagens do Povo”. O livro “Wet Mácula” foi escrito a quatro mãos com uma amiga e ex-aluna de Bernardet: a escritora, roteirista e professora Sabina Anzuategui. Professora Sabina, há mais de 20 anos, ensina roteiro audiovisual para alunos do curso de Rádio, TV e Internet da Faculdade Cásper Líbero, bem como disciplinas de língua portuguesa.

O livro “Wet Mácula” já está disponível para compra no site da editora. Também é possível conferir trechos da obra em uma matéria da edição 206 da Revista Piauí. No último trecho selecionado para a máteria, Jean-Claude Bernardet relembra uma situação divertida envolvendo uma entrevista que concedeu a Goulart de Andrade, um dos mais influentes repórteres e pioneiros da produção independente na TV brasileira. Bernardet revela que reencontrou o vídeo da entrevista em um programa da TV Gazeta na Internet. O programa em questão é o “Vem Comigo“, que Goulart fez, de 2012 a 2016, com alunos dos cursos de Jornalismo e de Rádio e TV da Faculdade Cásper Líbero. Goulart entrevistou Jean Claude Bernardet em uma reportagem especial sobre os moradores do célebre Edifício Copan, onde o intelectual é, até hoje, morador. Na matéria, Goulart define Bernardet como um “intelectual maciço”.

Quer conhecer um pouco mais desta história? Confira: