PROCESSO SELETIVO 2024 Fechar
Foto: Divulgação

Publicidade e Sociedade: uma perspectiva antropológica

Publicidade e Sociedade: uma perspectiva antropológica reúne trabalhos produzidos ao longo de dez anos de pesquisa sobre a publicidade. O objetivo deste livro é apresentar ao leitor um conjunto de textos que problematizem o discurso publicitário a partir de sua dimensão social: para além das intenções mercadológicas estritas de seus produtores, o mundo que vemos representado nos anúncios é um importante elemento de apresentação e defesa de representações sociais, que fundamentam e legitimam relações de poder entre pessoas e grupos. 

O que denomino de “perspectiva antropológica” é, portanto, esta maneira de pensar o que “fazem” os anúncios na sociedade. Acredito que uma perspectiva antropológica da publicidade possa ser um instrumento de promoção de um discurso publicitário com mais responsabilidade e comprometimento social. Afinal, é perfeitamente possível que um anúncio seja criativo, inteligente e bem-humorado sem ofender nenhum grupo minoritário, sem promover a violência ou a humilhação de quem quer que seja. Para isso é preciso que haja generosidade e respeito, assim como ter em mente que a sociedade é muito maior do que o mercado e que um anúncio não se dirige somente ao público-alvo, mas a todos que entram em contato com ele. Implica pensar a publicidade para além do marketing.

Édison Gastaldo é antropólogo, professor no Departamento de Letras e Comunicação da UFRRJ e pesquisador do CNPq. Graduado em Publicidade e Propaganda (UFRGS, 1992), Mestre em Antropologia Social (UFRGS, 1995), Doutor em Multimeios (UNICAMP, 2000) e Pós-Doutor em Sociologia (University of Manchester, 2000) e em Antropologia Social (Museu Nacional/UFRJ, 2009).