PROCESSO SELETIVO 2024 Fechar
A aluna da pós Cristina Cipolla e Beatrice Frey, gerente de
mídias sociais da ONU Mulheres, na sede do órgão.

A aluna da pós-graduação da Faculdade Cásper Líbero Cristina Cipolla Rodrigues começou a escrever seu blog (www.mulheresconectadas.com.br) há dois anos, como uma forma de compartilhar seu conhecimento sobre o universo feminino.

Formada em letras pela PUC-SP, ela sempre se interessou por comportamento, moda e internet; habilidades que desenvolveu como consultora de Mix e Varejo do Grupo Iguatemi de Shopping Centers e no seu trabalho com as marcas Zara e Le Lis Blanc.

“Eu sempre tive vontade de escrever sobre as minhas experiências, mas não tinha tempo ou não era o momento. Eu me preparei para criar um blog, porque acreditava que essa era uma plataforma interessante. Iniciei sem pretensão nenhuma e não sabia quase nada. E assim, surgiu o “Mulheres Conectadas”, que tem como objetivo discutir temas relacionados à comportamento e às questões gênero, como o empoderamento feminino”,  afirma Cipolla. 
De forma muito à vontade e escrevendo o que vinha na cabeça, mas com foco em experiências reais, o blog foi ganhando corpo. Cristina começou a participar de reuniões com outras blogueiras, a fazer cursos relacionados aos temas citados e a se comunicar com entidades internacionais. 
A pós na Cásper
Com o interesse por questões gênero crescendo, ela decidiu juntar os seus esforços na internet com os estudos acadêmicos. Cipolla ingressou na pós-gradução da Cásper no segundo semestre de 2011 e escolheu se dedicar a pesquisa nomeada “mídias sociais e empoderamento feminino”. 
Sobre seu aprendizado na instituição ela comenta: “A partir da primeira matéria eu já desenvolvi um capítulo do meu trabalho final. Fiz uma matéria com o professor Dimas, coordenador da pós, e ele me sugeriu que eu publicasse a pesquisa final e que fizesse o mestrado. Eu estou gostando muito da experiência da pós-graduação”.  
O Convite da ONU
“Procurei no Brasil pessoas que fizessem um trabalho parecido com o meu, mas não encontrei. Acabei encontrando similares nos Estados Unidos. Nesse país, encontrei blogueiras que falavam exatamente sobre o empoderamento feminino”, conta aluna da pós.   
Cristina começou a fazer contatos com grupos americanos que discutiam esse assunto, como a Fundação Women in the World. Em fevereiro de 2013, ela recebeu o convite da ONU-Mulheres (UM-Women), dirigido pela ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet, para participar de uma reunião na sede do órgão, em Nova York. 
A estudante da Cásper era a única brasileira presente no evento que incluíam outras 16 blogueiras, jornalistas e escritoras, algumas representando conhecidos meios, como o Huffington Post  e o The Daily Beast. Essas convidadas discutiram estratégias de comunicação virtual do novo órgão da ONU dedicado às mulheres.
Cristina relata: “Foi a primeira reunião do departamento de comunicação da ONU-Mulheres. A instituição foi criada para promover o direito das mulheres e o seu empoderamento. O tema deles é exatamente o meu tema de estudo na Cásper. O intuito do encontro foi discutir estratégias de como utilizar as redes sociais em prol das mulheres e como essas blogueiras espalhadas pelo mundo podem trabalhar em conjunto com a ONU”.  

“Eu sempre tive vontade de escrever sobre as minhas experiências, mas não tinha tempo ou não era o momento. Eu me preparei para criar um blog, porque acreditava que essa era uma plataforma interessante. Iniciei sem pretensão nenhuma e não sabia quase nada. E assim, surgiu o “Mulheres Conectadas”, que tem como objetivo discutir temas relacionados à comportamento e às questões gênero, como o empoderamento feminino”,  afirma Cipolla. 

De forma muito à vontade e escrevendo o que vinha na cabeça, mas com foco em experiências reais, o blog foi ganhando corpo. Cristina começou a participar de reuniões com outras blogueiras, a fazer cursos relacionados aos temas citados e a se comunicar com entidades internacionais. 

A pós na Cásper

Com o interesse por questões gênero crescendo, ela decidiu juntar os seus esforços na internet com os estudos acadêmicos. Cipolla ingressou na pós-gradução da Cásper no segundo semestre de 2011 e escolheu se dedicar a pesquisa nomeada “mídias sociais e empoderamento feminino”. 

Sobre seu aprendizado na instituição ela comenta: “A partir da primeira matéria eu já desenvolvi um capítulo do meu trabalho final. Fiz uma matéria com o professor Dimas, coordenador da pós, e ele me sugeriu que eu publicasse a pesquisa final e que fizesse o mestrado. Eu estou gostando muito da experiência da pós-graduação”.  

O Convite da ONU

“Procurei no Brasil pessoas que fizessem um trabalho parecido com o meu, mas não encontrei. Acabei encontrando similares nos Estados Unidos. Nesse país, encontrei blogueiras que falavam exatamente sobre o empoderamento feminino”, conta aluna da pós.   

Cristina começou a fazer contatos com grupos americanos que discutiam esse assunto, como a Fundação Women in the World. Em fevereiro de 2013, ela recebeu o convite da ONU-Mulheres (UM-Women), dirigido pela ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet, para participar de uma reunião na sede do órgão, em Nova York. 

A estudante da Cásper era a única brasileira presente no evento que incluíam outras 16 blogueiras, jornalistas e escritoras, algumas representando conhecidos meios, como o Huffington Post  e o The Daily Beast. Essas convidadas discutiram estratégias de comunicação virtual do novo órgão da ONU dedicado às mulheres.

Cristina relata: “Foi a primeira reunião do departamento de comunicação da ONU-Mulheres. A instituição foi criada para promover o direito das mulheres e o seu empoderamento. O tema deles é exatamente o meu tema de estudo na Cásper. O intuito do encontro foi discutir estratégias de como utilizar as redes sociais em prol das mulheres e como essas blogueiras espalhadas pelo mundo podem trabalhar em conjunto com a ONU”.