INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O VESTIBULAR 2024.2 Fechar
IMG_4795-300x191

Frank Scheffer em entrevista com o professor Ruggero Ruschioni

O cineasta holandês Frank Scheffer, que veio ao Brasil como homenageado do IN-EDIT BRASIL: 6º Festival Internacional de Documentários Musicais, fez uma pausa em sua agenda para conceder entrevista para a Produtora Experimental, vinculada à coordenadoria de Rádio TV e Internet.

O professor Ruggero Ruschioni conduziu a conversa, em inglês, enquanto os alunos Bruno Marzola, Lívia Ferreira e Flávio Martins, monitores da Produtora, ficaram responsáveis pela gravação do encontro.

Holandês avant-garde

Homenageado do festival deste ano, Scheffer apresentou alguns de seus filmes, participou de debates e ministrou palestras durante o evento. O cineasta trabalha há mais de 30 anos retratando grandes nomes da vanguarda musical, como Frank Zappa, Edgar Varèse e John Cage.

Durante a entrevista para a Cásper Líbero, Scheffer falou sobre a influência que a música desses artistas teve em sua trajetória cinematográfica. Questionado sobre a possível dificuldade do público mais jovem em entender seus filmes, o cineasta afirmou que sua audiência é ele próprio, seus filmes são para ele. Frank completou explicando que sua experiência com a música é extremamente pessoal e o que ele pretende é compartilhar essa experiência com o público.

O diretor defendeu que suas obras avant-garde (de vanguarda) cumprem o papel de “descascar a cebola por completo”, ou seja, entregar uma obra de essência: “a justaposição de imagens e música permite que elas conversem entre si”. Para Frank, é possível aprender muito sobre o mundo, usando a música como analogia.

IN-EDIT BRASIL

O IN-EDIT é uma rede de festivais que acontece em várias cidades do mundo. A versão brasileira, em sua sexta edição, contou com uma programação voltada à reflexão sobre “o tempo presente, de agora e sempre”. O festival aconteceu do dia 1º a 11 de maio em oito salas de cinema de São Paulo.

Os documentários premiados em 2014 foram:

  • Triunfo, de Cauê Angeli e Hernani Ramos (Brasil, 2014,84’): Melhor Documentário – Júri Oficial da Competição Nacional
  • A farra do circo, de Roberto Berliner e Pedro Bronz (Brasil, 2013, 93’): Menção Especial do Júri Oficial da Competição Nacional
  • Olho nu, de Joel Pizzini (Brasil, 2013, 101’): Melhor Documentário – Júri Popular

Confira fotos da entrevista: